ECOTURISMO

Vulcão Cotopaxi e a experiência de se hospedar em frente


Durante a minha visita, 3 vulcões estavam ativos no Equador e vulcão Cotopaxi era um deles. Localizado 50 km ao sul de Quito por uma estrada chamada Avenida de los Volcanes, de tantos que há por ali. Primeiro tentei avistá-lo no caminho para o vulcão Quilotoa e só vi as cinzas se movimentando. Depois passei dois dias hospedada em um hotel fazenda em frente ao vulcão. Conto curiosidades, atrativos e a experiência de hospedagem na Hacienda El Porvenir.

Leia todos os artigos sobre o país

AGILIZE SUA VIAGEM
Precisa de seguro viagem? Saiba como comprar online com cupom de desconto

Agende passeios e transfer agora na Get Your Guide, Civitatis ou saiba como funciona

Passei dois dias hospedada em frente ao vulcão Cotopaxi com esperança das nuvens se afastarem e ele se exibisse para mim, mas foram apenas fragmentos de um quebra-cabeça que fui montando e imaginando o todo. Por estar ativo, saí fumaça e acaba deixando ainda mais difícil a visualização.

Vulcão Cotopaxi ao longe coberto por nuvens, campo verde e céu azul
Vulcão Cotopaxi parcialmente coberto por nuvens

Mesmo assim, o saber estar ali em frente com risco de explodir a qualquer momento, dá uma adrenalina e sensação de UAU, olha onde vim parar! Antes da viagem falei com o local Jorge Pérez e ele garantiu estar em zona segura e, se ficasse perigoso, o pessoal do hotel estava preparado para direcionar os seus hóspedes por uma rota segura de escape. Inclusive, as cinzas que vi outro dia nem chegavam ali, paravam antes no vulcão Rumiñahui.

O que é Avenida de los Volcanes

Trecho de 300 km de extensão passando por mais de 20 vulcões. Incluindo Quilotoa, onde fiz trilha.

Curiosidades do vulcão Cotopaxi

  • É o segundo pico mais alto do Equador com 5.897 metros.
  • Possuí um cone perfeito comparado ao monte Fuji no Japão.
  • É considerado um dos vulcões mais perigosos do mundo pela frequência das erupções, relevo, cobertura glacial e proximidade de comunidades em risco.
  • Dá nome ao parque onde está situado: Parque Nacional Cotopaxi.
Vulcão Cotopaxi
Não consegui ter essa visão, mas deixo o registro de Simon Matzinger – Own work, CC BY-SA 3.0

Hacienda El Porvenir

É uma das hospedagens mais próximas do vulcão Cotopaxi, além de ser rodeada por outros três inativos. El Porvenir é uma fazenda produtiva dedicada a agricultura e pecuária sustentável, conservação e ecoturismo. Além da vista com conforto, e um jeito autêntico de conhecer a cultura chagra e o modo de vida nos andes. Chagra é o gaúcho da Cordilheira dos Andes equatoriana, tem cultura parecida da lida no campo, mas com hábitos e vestimentas típicas para viver na altitude.

Quarto de hotel fazenda com luz da manhã localizado em frente ao Vulcão Cotopaxi
Decoração clássica e rústica com toque equatoriano

No Booking.com tem nota 9,1 Fantástico e nível 3 no selo de propriedade sustentável. El Porvenir aceita cartão de crédito (raro no Equador) e fica apenas 4 km da entrada do Parque Nacional Cotopaxi.

Os quartos

O destino mais frio do meu roteiro, por estar a 3.600 metros de altura, oferece aquecimento somente por lareira com proteção de vidro para não deixar a fumaça escapar e um funcionário acende e abastece a lenha.

Fiquei na charmosa suíte na casa principal, mas são diferentes acomodações, todas com café da manhã, em construções nos arredores. Algumas para família, outras compactas com banheiro compartilhado.

Fui sozinha e me senti em casa acolhida pelos funcionários e aconchego das instalações. Aproveitei para trabalhar com ótimo sinal wi-fi, passear e desfrutar de uma excelente culinária no restaurante local. Não há nada além de natureza por perto e não faz falta ir até a cidade. Fui recebida de manhã cedo por um argentino que me explicou sobre a cultura chagra comparando ao gaúcho do pampa (de onde nós dois viemos) e me ofereceu um café para me preparar para a primeira atividade.

Mulher com poncho listada sentada em frente a uma cerca, ao fundo cavalos no campo em frente ao Vulcão Cotopaxi
Na suíte há ponchos típicos para tirar fotos além de esquentar de verdade

As atividades na Hacienda El Porvenir

Fui levada ao galpão para colocar as vestimentas adequadas para andar a cavalo: capacete, tirador de couro com pele e poncho. E já estava de jaqueta e luva de lã, mas como a previsão era alcançar os 4 mil metros de altitude sempre ao ar livre, era preciso mais proteção. Lembrando que estava bem aclimatada a altitude, deve esperar ao menos 3 dias para qualquer atividade física até o seu corpo se adaptar.

Mulher vestida com roupas para frio extremo com poncho vermelho e calça de pelos, monta cavalo no campo em frente ao Vulcão Cotopaxi
Pilchada para cavalgar nos Andes

Fiz o passeio destaque da fazenda, a cavalgada pelos páramos. Além das belas paisagens, permite experimentar a cultura chagra e está disponível também para o turista que vem passar o dia. O objetivo era chegar ao mirante protegido pelos guardiões de Cotopaxi e só deu para ver a base do vulcão, embora a manhã estivesse com uma luz maravilhosa.

O que é páramo

Ecossistema neotropical de montanha encontrado principalmente na Colômbia e Equador, a planta predominante leva o mesmo nome.

Estátuas de madeira são os guardiões do Vulcão Cotopaxi
Guardiões de Cotopaxi

Também há caminhadas, cicloturismo, escalada, canopy, aulas de culinária, spa e atividades culturais disponíveis aos visitantes. Pode caminhar nos arredores por conta própria, ver o gado no pasto, as lhamas, os cavalos, os pássaros e claro, vulcão Cotopaxi sempre ali timidamente exibindo sua cobertura nevada. Inclusive, tem uma cachoeira por trilha sinalizada de 40 minutos ou 1h40 pelos bosques de mata nativa.

O restaurante

Café da manhã servido com vista para o Vulcão Cotopaxi
O café da manhã é servido na mesa com duas ou três opções para escolher

No mesmo local do café da manhã é servido almoço e jantar com preços razoáveis e menu criativo. Os alimentos são comprados dos pequenos produtores e empreendimentos de Machachi (cidade próxima), já o queijo, leite, alguns vegetais e ervas são produzidos ali mesmo na propriedade.

SAIBA O QUE COMER NO EQUADOR

Conservação além do Parque Nacional Cotopaxi

As fazendas ao redor do parque entendem a importância de preservar e apoiar a comunidade local, em conjunto ensinam os visitantes sobre o ecossistema e executam programas em funcionamento o ano todo. Por exemplo, Tierra del Volcán, empresa dona da Hacienda El Porvenir e outras hospedagens na região, tem vários projetos com ONGs e fundações para restaurar e proteger fauna e flora local.

Vacas pastam no campo entre montanhas e o Vulcão Cotopaxi
Vacas e vulcões

A Hacienda El Porvenir conta com 1000 hectares, dos quais 20% é para agricultura, 20% para reflorestação de espécies nativas e 60% de pastoreio extensivo de baixo impacto. A sua arquitetura é baseada nos sistemas tradicionais e ecológicos de construção como palha nos telhados, adobe e pintura orgânica natural nas paredes, priorizando a entrada de luz natural.

Hacienda El Porvenir em frente ao Vulcão Cotopaxi
Sede da Hacienda El Porvenir

Como chegar e partir para ver o Vulcão Cotopaxi

Pode ir de excursão ver o vulcão Cotopaxi, mas recomendo a experiência de se hospedar por lá uma noite para mais oportunidades de vê-lo por inteiro.

A melhor maneira de chegar a Hacienda El Porvenir é pegar um táxi, mas também pode ir de transporte público até a cidade de Machachi e ali pegar o táxi pela metade do preço em um trajeto de 30 minutos. Fiz isso na chegada porque estava em Cuenca e era mais fácil descer na estrada e pegar o transporte do que ir até Quito. Já na partida, a recepção chamou um transporte privativo que me levou até o aeroporto pelo mesmo custo de um táxi. Uber não funciona ali e se alugar carro, aviso que a estrada é ruim e compensa pagar o transporte, apenas negocie o preço antes, os veículos não têm taxímetro. Fica cerca de 2 horas do Aeroporto Mariscal Sucre.

O que levar

Roupa para frio (semelhante as levadas para Uyuni no inverno), embora nos ambientes internos seja agradável e nos quartos e passeio a cavalo tenha poncho disponível, sair na rua a qualquer hora é gelado e pior sem sol.

Luva, gorro, meia de lã, jaqueta quente e roupa térmica são essenciais, inclusive, usei calças e blusa segunda pele para dormir, afinal se o fogo da lareira perdesse intensidade na madrugada, ficaria frio por não ter outra calefação.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais. Imagens sem marca d’água de Wikipedia. A hospedagem foi cortesia.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Por onde começar a planejar a viagem

  1. Se já sabe, se inscreva dizendo para onde será a próxima viagem e receba dicas exclusivas por e-mail.
  2. Quando a data estiver definida, pesquise as passagens áreas ou aluguel de carro. Mas antes de finalizar a compra, faça o seguro viagem quase simultaneamente para ter eventuais cancelamentos cobertos, além de assistência médica e perda de bagagem.
    2.1 Avalie levar dados de internet e vá comprando a moeda aos poucos.
  3. Então monte o roteiro e vá fazendo as reservas de hospedagem e passeios conforme o tempo disponível.
  4. Sem tempo para pesquisar? Clica no botão e preencha o formulário para entrarmos em contato com uma solução para você.
Inscrição para participar da viagem

A seguir deixo mais links sobre essa mesma região ou experiência.

^ Voltar início ^

Você está em INICIAL » EQUADOR » COTOPAXI » Vulcão Cotopaxi e a experiência de se hospedar em frente
Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 16 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

Write A Comment