Tag

UK

Procurando
Hide Park

Das poucas vezes que estive em Londres, em todas foi possível passear pelo Hyde Park. Não foi difícil, afinal de contas, o parque fica na região central da cidade e se conecta ao palácio de Buckingham. Na verdade, não ele, mas o grupo de quatro parques diferentes ao qual ele pertence: Hyde Park, Green Park, Saint James’ Park e Kensington Gardens. Hyde Park é apenas o maior e mais famoso deles, seguido de Kensington Gardens.

Camden Town

Seria necessário um livro para descrever a cidade de uma única vez, por isso vou detalhar as dicas e sensações com vários posts, começando por CAMDEN TOWN que é, para mim, o local mais marcante, curioso e peculiar de Londres.


Quando se chega à Dublin, a sensação de imediato é que a cidade tem trilha sonora. Principalmente no reduto turístico conhecido como temple bar, região onde se concentram os pubs mais visitados por turistas.

Irlanda do Norte

Um dos lugares mais encantadores onde já estive é norte da Irlanda do Norte. Aliás, de todos os cantos por onde eu mochilei, essa é a minha viagem preferida. Dignas de cenário de cinema, as paisagens que presenciei em julho de 2008 me marcaram tanto que certas noites chego a sonhar que estou de volta a esse pedacinho tão mágico do mundo.

Dirigir na mão inglesa

Já rodei a Europa inteira de trem. É romântico sim, mas muito cansativo e nada barato. Cheguei a Londres e precisava visitar duas fábricas no interior. Fiz as contas e não tive dúvidas. Decidi alugar um carro econômico. A carteira de motorista brasileira é aceita por lá e não há problemas em dirigir mão inglesa. No Brasil é do lado esquerdo e na Inglaterra do lado direito.

Londres no inverno

Preciso de muitas idas a esta cidade maravilhosa para escrever um bom texto, deixo um pouco de como foi Londres no inverno. Quero voltar na primavera para aproveitar os parques, em agosto para as liquidações de verão ou em qualquer época para conhecer o que faltou.

Réveillon em Londres

A virada do ano teve algum sacrifício, horas de espera, frio terrível, mas valeu a pena. Devem ter sido uns 5 minutos de espetáculo que pareceram mais, os fogos cobriam todo o céu no limite da minha visão, muitas luzes, música e o Big Ben ali anunciando 2010.