ROTEIRO

Interlaken, a capital da aventura na Europa


Literalmente nascida para o turismo, Interlaken mudou seu nome porque os turistas não conseguiam pronunciá-lo. Neste artigo trago um roteiro de aventura com conforto, além de curiosidades e dicas para visitar a cidade.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

Todos os artigos sobre a Suíça

Quanto custa um seguro viagem para Suíça? Faça orçamento aqui

Perca menos na conversão para francos usando Wise

Saiba onde nos hospedamos

Acesso rápido: História e localização | Roteiro | Onde dormir | Quando ir | Onde comer | Como chegar | Mapa | Por onde começar

Situando Interlaken

Já no século XIX era o máximo do turismo de luxo na Europa, abrigando os primeiros resorts do mundo. Os viajantes buscavam relaxar em spas ou praticar esportes de inverno e o trem deixava eles perto da hospedagem. Após as guerras do século XX foi preciso se adaptar e surgiram serviços para todos os bolsos e estilos. Hoje é conhecida como a capital da aventura, recebendo bem desde mochileiros até os mais exigentes.

Rodeada por alguns dos picos mais altos da Europa, na região de Bernese Oberland, Interlaken está situada ao longo do rio Aare entre os dois lagos: Brienz e Thun. O nome original vinha do rio: Aarmühle, o atual da estação de trem entre os lagos: Interlaken. De tanto os turistas chamarem assim, o governo mudou o nome da cidade. 

Roteiro 5 dias em Interlaken 

No meu roteiro de outono teve trilhas, passeio de barco, queijos, castelos, canoagem, chocolates e parapente. Dos 10 passeios mais recomendados na região, fiz apenas 4: Harder Kulm, lagos Brienz e Thun, caverna St. Beatus e castelos do lago Thun. Portanto, dá para ficar semanas repletas de atividades, mesmo com chuva. Falando nela, o que as fotos inspiradoras de Interlaken geralmente não mostram é a grande possibilidade de pegar chuva o ano todo, outubro não é o mês mais chuvoso, mesmo assim, foram 4 dias molhados. O lado bom é a cidade estar preparada para isso, nosso itinerário inicial foi facilmente adaptado e continuou maravilhoso. 

Praça e rua principal de Interlaken com montanhas e nuvens ao fundo
Praça e rua principal de Interlaken

Harder Kulm no primeiro dia

Cheguei de trem de Lucerna e no fim da tarde me uni ao grupo para subir o Harder Kulm (1.322 metros de altura). Uma das montanhas famosas onde pode chegar ao topo em 15 minutos com funicular e curta caminhada. Lá tem restaurante, mesas para quem leva o seu lanche e mirante com vistas espetaculares para a cidade, além dos picos Eiger, Mönch e Jungfrau. Isso é o dito, porque estava completamente nublado durante a minha visita que deveria ser jantar com pôr do sol (paciência).

Harder Kulm abre somente de abril a novembro entre 9h10 e 17h10, mas os horários de retorno variam conforme a época, geralmente até o pôr do sol, no verão pode ficar até 21h40. É operado pela Jungfrau, caso tenha o passe da empresa a entrada é liberada.

Glacier Canyon e aula de chocolate no segundo dia 

Pegamos a rodovia Grimselpass (a 2.165 metros de altura atravessando os Alpes Suíços) rumo ao Glacier Canyon para um dia de aventuras. A atividade principal deveria ser canoying, mas o nível do rio subiu muito e ficou perigoso. Então trocamos por trilhas e swing no cânion (toque para ler os detalhes no texto sobre esportes).

Passarela de metal no interior de um canyon
Passarelas no Glacier Canyon

De volta a cidade, o passeio mais divertido foi aula de chocolate na Funky Chocolate Club. Colocamos aventais e chapéus de chef para criarmos o nosso próprio chocolate, ouvindo histórias da origem do cacau até o consumo da iguaria na atualidade. A professora era uma espanhola animada e sabia muito de chocolate. Experimentamos 7 sabores com porcentagens diferentes de cacau e cada um escolheu como seria sua mistura. Então ela foi acompanhado a temperatura, tirando dúvidas e dando as instruções. No final, as três barras produzidas são o brinde, mas não deu para trazer para casa porque comi tudo antes.

Mulheres com chapéu vermelho fazem aula de chocolate em Interlaken
Aula de chocolate

Os workshops acontecem diariamente e em vários horários. O local também é cafeteria e loja de chocolate recomendada nas dicas de onde comer logo abaixo.

Lagos Brienz e Thun no terceiro dia

Fomos de ônibus até Bönigen (em 5 minutos) para um passeio de caiaque pelo lago Brienz e percorremos um terço dele com parada para visitar o castelo Burgruine Ringgenberg (século XII), em um vilarejo charmoso. Deixamos os caiaques em um deque e subimos por uma curta trilha até a entrada do prédio milenar, a parte aberta ao público são ruínas com estrutura de metal para caminhar do meio até o topo, e a altura pode dar vertigem em alguns, mas vale o visual. Ali ganhamos um copo com chá quente antes de retomarmos a remada de cerca de 2 horas.

Grupo em caiaque colorido em lago
Canoagem no lago Brienz

Então novamente ônibus rumo ao outro lado de Interlaken para o passeio de barco pelo lago Thun até Spiez. A tarde foi sobre enoturismo com belas paisagens como já contei no artigo sobre os vinhos suíços

Igreja no campo, nas margens de um lago em Interlaken
Paisagem do lago Thun

Quem não se anima a remar, pode pegar o barco ou ônibus para visitar esses vilarejos e apreciar as paisagens dos lagos. No site da Civitatis pode comprar as passagens, eu usei o Swiss Travel Pass com acesso liberado em todos os transportes na Suíça.

Neve em Grindelwald + caverna em Interlaken no quarto dia

Desta vez fomos de trem para Grindelwald passando ao lado da montanha Eiger. Ali perto pegamos o teleférico para o topo do Grindelwald Fist e para a nossa surpresa, começou a nevar mais cedo que o previsto. O lado ruim foi mais um mirante incrível todo branco de nevoeiro, sem chance de ver Jungfrau, de novo.

Painel exibe as montanhas no mirante do First Cliff Walk
Mirante do First Cliff Walk

O parque tem uma série de atividades para todas as idades e pode escolher entre várias formas de descer. Além das gôndolas, passando suavemente por vilarejos, muitas vacas, árvores e montanhas, pode ser de tirolesa em até 80 km por hora, caminhando pela ponte suspensa do First Cliff Walk ou nos Mountain Carts (kart) ou Trottibike (patinete). E ainda pode fazer um pouco de cada, pois, ficam em níveis diferentes na montanha, somente o teleférico tem estações em todos os níveis, podendo cortar caminho com segurança a qualquer momento.

Nós descemos caminhando com neve (todos estavam com roupas impermeáveis) e quando a chuva apertou, quase na metade do caminho, optamos pelo Trottibike e foi muito bom descer até o centro de Grindelwald fazendo downhill em patinete. O caminho é asfaltado cheio de curvas e pedestres, é preciso muita atenção para evitar acidentes, ainda mais na pista molhada.

Vacas no pasto verde e montanhas nevadas ao fundo, céu nublado
Paisagem descendo Grindelwald First

Os patinetes ficam na estação Bort e o uso de capacete é obrigatório. Perto da estação de trem de Grindelwald tem o local de devolução.

Grindelwald First abre somente de abril a novembro entre 10h e 16h30, mas os horários variam conforme a época, no verão abre 8h às 18h. Também operado pela Jungfrau, veja o passe.

Caverna St. Beatus 

Fomos de ônibus até Sundlauenen (em 20 minutos) para visitar uma caverna formada por 7 rios que descem das geleiras acima da montanha, percorrem 40 km e deságuam no Lago Thun. Um passeio para fugir da chuva, mas ouvir o barulho intenso e relaxante da água enquanto caminha nas galerias da caverna em visita guiada. No verão, pode ser para escapar do calor, o ambiente parece ter ar-condicionado de tão gelado. Por 1,5 km de trilhas iluminadas, o guia foi explicando a história geológica do lugar, lendas e curiosidades, mas ele contando usando muita expressão corporal foi a melhor parte.

Cachoeira com passarelas, rocha e vegetação
Cachoeira em frente a caverna St. Beatus

Caverna St. Beatus cobra ingresso, no entanto, só olhar a paisagem com a cachoeira já vale a visita. Fica na Beatushöhlenweg, 1. Funciona o ano inteiro, mas em dias e horários reduzidos de novembro a março.

Interlaken com sol e paragliding no quinto dia

Fomos de van até o alto de uma montanha em Beatenberg onde os instrutores do voo de parapente organizaram todas as partidas de uma forma tão rápida que pouco tempo sobrou para as fotos. Quando vi estava correndo pelo campo e voando. Finalmente o sol nos brindou com a sua presença para fechar com chave de outro esse roteiro lindo. Sem dúvida, parapente foi uma das melhores experiências da viagem a Suíça pelo dia ensolarado e a sensação de liberdade e calmaria ao planar.

Por fim, para saber todas as opções de passeios acesse o site oficial de Interlaken (em inglês). A seguir mais algumas dicas de serviços e melhor época.

O que e onde comer

Entre os pratos mais populares da culinária suíça estão fondue e raclette que podem ser feitos com os queijos Emmental e o Gruyère. Todos os queijos e chocolates são maravilhosos, os outros ingredientes acabam enjoando quando se passa 2 semanas no país, muito bacon, ovo e legumes. Deixo os restaurantes e bares visitados.

Harder Kulm Panorama tem menu variado com pratos simples misturando os pratos típicos da Suíça com opções internacionais populares. Abre somente de abril a outubro e a área externa nos dias sem chuva ou neve.

Onde: no topo da montanha Harder Kulm.

The Aarburg é um pub e também hotel onde bebemos vinhos e comemos petiscos, mas recomendaram as cervejas.

Onde: Beatenbergstrasse, 1, em frente ao rio Aare.

Restaurante Stadthaus é tradicional e pouco turístico com menu variado e pratos bem servidos. Foi onde provei o fondue e adorei. Mas não tem carnes e diversidade como servido no Brasil, é mais simples com um queijo maravilhoso.

Onde: Gasse, 2

Restaurante Top o´Met é o mais alto de Interlaken com menu variado onde o melhor é a vista, se for durante o almoço, verá pessoas voando de parapentes bem próximo.

Onde: no terraço do hotel Metropole, na rua Höheweg 37.

Funky Chocolate Club é cafeteria e loja de chocolate onde tivemos aula prática. Perfeito para dia de chuva. Ali aprendi que o segredo do chocolate suíço ser o melhor do mundo é o leite das vacas suíças, já o chocolate é atualmente importado da América do Sul, América Central e Ásia, sendo o de melhor qualidade o do Equador.

Interior de cafeteria com bandeiras da Suíça, mesa e cadeiras de madeira
Cafeteria Funky Chocolate Club

Onde: Postgasse, 10.

Tome nota

Leve a garrafa d’água e abuse das fontes de água potável, nos restaurantes são servidas tap water (água da torneira) sem custo. 

No dia 1º de outubro de 2022 foi instituído o Swisstainable Veggie Day, data onde todos os restaurantes devem servir comida vegetariana, buscando incentivar a sustentabilidade na alimentação. Peguei esse dia no jantar do hotel Carlton e foi gostoso.

Hotel em Interlaken

Höheweg, a avenida principal de Interlaken é repleta de hospedagens como o Carlton-Europe Vintage Adults Hotel recebendo viajantes desde 1898. Localizado em frente ao teleférico para Harder Kulm e apenas 100 metros estação de trem. Oferece suítes e apartamentos com vista.

Quarto de suíte de hotel com carpete vermelho
Suíte onde passei 5 dias

Dormi por 5 dias em uma suíte clássica muito espaçosa e aconchegante. Chá, água e máquina Nexpresso disponíveis diariamente, além de bancada para trabalhar, TV, frigobar, mesinha com vista para as montanhas e sacada. No banheiro, amenidades, secador de cabelo e banheira. Havia carpete, mas a limpeza impecável não ativou minha rinite, há outras opções com piso frio no site.

O bufê de café da manhã é variado, o atendente oferece pratos quentes e cafés especiais ou pode se servir direto nas estações. Destaque para as opções de queijos e castanhas.

Nas áreas comuns são vários ambientes agradáveis, alguns bem vintages exibindo a cultura da região, outros mais contemporâneos como a piscina. E o atendimento é muito simpático e prestativo.

Todos os hotéis fornecem o cartão de visitante com descontos em diversos atrativos e transporte. Não usei porque eram os mesmos descontos do meu Swiss Travel Pass válido em todo o país.

Quando ir

Viajar para Interlaken é bom durante todo o ano. No entanto, há volume de turistas e preços mais elevados nas duas altas temporadas: verão (de junho a agosto) e inverno (de dezembro a fevereiro). Portanto, primavera (de março a maio) ou o outono (de setembro a novembro) como eu fiz, são as melhores épocas, na minha opinião.

Mapa

Como chegar a Interlaken

A maneira mais agradável e fácil é de trem. A cidade tem duas estações de trem principais, Interlaken Ost e Interlaken West, que estão conectadas com as principais cidades suíças. O aeroporto internacional mais próximo é o Aeroporto de Zurique, distante 2 horas de trem de Interlaken. Eu cheguei de Lucerna e parti para Lugano.

Paisagem de Interlaken com lago e montanhas verdes, estrada e casas espalhadas
Paisagem na viagem de trem partindo de Interlaken

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais. Imagens de Mario Heller @mario_heller, Robin Paschal, Javier Lardone e Mary Stange.

Essa viagem foi um convite da Adventure Travel Trade Association, Interlaken Turismo e Switzerland Tourism. 

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais. Imagens sem marca d’água de Envato.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Por onde começar a planejar a viagem

  1. Se já sabe, se inscreva dizendo para onde será a próxima viagem e receba dicas exclusivas por e-mail.
  2. Quando a data estiver definida, pesquise as passagens áreas ou aluguel de carro. Mas antes de finalizar a compra, faça o seguro viagem quase simultaneamente para ter eventuais cancelamentos cobertos, além de assistência médica e perda de bagagem.
    2.1 Avalie levar dados de internet e vá comprando a moeda aos poucos.
  3. Então monte o roteiro e vá fazendo as reservas de hospedagem e passeios conforme o tempo disponível.
  4. Sem tempo para pesquisar? Clica no botão e preencha o formulário para entrarmos em contato com uma solução para você.
Inscrição para participar da viagem

A seguir deixo mais links sobre essa mesma região ou experiência.

^ Voltar início ^

Você está em INICIAL » SUÍÇA » INTERLAKEN » Interlaken, a capital da aventura na Europa
Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 16 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

Write A Comment