Amsterdam, Europa Central

Roteiro 60 dias na Europa


Volta e meia alguém me pede ajuda com roteiro ou envia perguntas para o Territórios. Os destinos costumam ser no Brasil, América do Sul ou Europa, sendo a maioria justo sobre o continente onde é mais fácil viajar. As melhores opções de transporte e estrutura ainda estão no velho mundo. A última foi um comentário pedindo indicação de rota por determinados países a partir de dezembro. A resposta ficou tão extensa que decidi transformar no post Roteiro 60 dias na Europa a partir de Madri. Espero ajudar quem fez a pergunta e todos que pretendem conhecer esses países durante o inverno. Mesmo se a viagem for em 20 ou 30 dias.

Atenção! A União Europeia está permitindo a entrada de estrangeiros provenientes de 14 países com casos de Covid-19 controlados e com reciprocidade na abertura de fronteiras. Apenas Uruguai e Canadá, das Américas, entraram na lista válida a partir de julho.

Roteiro 60 dias na Europa

Acesso rápido: Roteiro 1 | Roteiro 2 | Conselhos | Deixe sua opinião

Espanha – Itália – França – Holanda – Portugal no inverno

Feira de Noel em Colmar
Feira de Noel em Colmar

Apesar da entrada na Europa ser por Madri, dezembro é uma época encantadora para viver o clima dos festejos de Natal na Alsácia, nordeste da França. Logo, o roteiro deve ser direcionado para estar lá até 25 de dezembro e deixar Portugal e parte da Espanha para o final.

Sugiro já no primeiro, no máximo no segundo dia, seguir para Barcelona e começar a viagem por lá. Depois norte da Itália, passar pela região do Mount-Blanc (Alpes) até alcançar Estrasburgo (Alsácia) e seguir para Paris. Então é preciso escolher onde passar o réveillon, neste roteiro as melhores opções são Paris ou Amsterdam. Mas pode dar uma escapada até Londres.

Canais de Veneza
Canais de Veneza

A partir de Holanda ou Paris, conforme a definição acima, pegar um voo ou trem direto para Granada para conhecer um dos conjuntos de monumentos mais visitados da Europa – a Alambra. Na sequência, percorrer o sul da Espanha até entrar em Portugal e seguir pelo oeste do país até voltar a Espanha. Se restarem apenas cinco dias, terá chegado o momento máximo de voltar a Madri e explorar os arredores. Se ainda houver tempo, Salamanca, Bilbao, Zaragoza e até o sul da França podem fazer parte do caminho. E ainda, se o desejo de conhecer o centro e sul da Itália for maior, vale pegar um aéreo para Roma e programar a volta direto para Madri.

Com todo esse tempo de viagem, eu incluiria sem pensar o máximo de cidadezinhas pequenas. Elas são pitorescas e podem ser o melhor da viagem. Não precisa passar uma noite em cada, escolha uma cidade com melhor estrutura como base e visite os arredores em bate-volta. Os sistemas de ônibus e trem funcionam muito bem. Basta se organizar com os horários e pode comprar no dia mesmo. Eu já fiz isso em Barcelona, Madri, Pádua, Bolonha e Aveiro, neste último conheci quase toda Portugal viajando de carro e voltando pra dormir na mesma cama. Nestas situações, se hospedar próximo a estação ajuda muito.

 

Alguns Conselhos

As grandes cidades exigem o mínimo de 5 dias, exceto Amsterdam por ser inverno.

Para viajar longas distâncias, seja em trem ou avião, a economia será maior se a compra for feita com antecedência.

Sobre avião ser melhor ao trem, ou vice e versa, depende da localização do aeroporto em cada cidade e como funciona o transporte até lá. O acesso às estações de trem é sempre mais fácil.

Segure a vontade de fazer compras até começarem as liquidações de janeiro. Geralmente a partir do dia 6.

Leia CHECKLIST VIAGEM INTERNACIONAL pra te ajudar a planejar, CRIE SUAS PRÓPRIAS REVISTAS pra montar guias de viagem no tablet ou celular, QUAL MOCHILA USAR para ver como eu viajo e COMO COMPRAR SEGURO VIAGEM porque na Europa é obrigatório.

Pesquise informações com quem mora no local ou esteve lá recentemente. A maioria das atrações continua a mesma de sempre, mas hotéis, restaurantes e lojas abrem e fecham toda hora.

Conheça alguns viajantes que moram do outro lado do oceano: Larissa vive em Madri e conta no ¡ESTO ES MADRID, MADRID!, Cristina oferece tours e dá dicas de Barcelona no SOL DE BARCELONA, Deyse mora no interior da Itália há anos e também é guia no PASSEIOS NA TOSCANA, Renata vive em Paris e viaja pelo país com o DIRETO DE PARIS, o Daniel mantem um guia de Amsterdam no DUCS AMSTERDAM e, por fim, a Ana Catarina é uma portuguesa que divide o seu tempo entre lá e cá e relata no TURISTA PROFISSIONAL.

Se for sozinha, não deixe de ler o resultado da pesquisa dos países mais perigosos e os mais seguros para mulher viajar.

Nevasca em Amsterdam
Bom estar preparado para uma nevasca, neste dia foram 50 cm de neve em Amsterdam

Agora o meu roteiro 60 dias na Europa Espanha – Itália – Alemanha – Grécia – Turquia

Se eu pudesse viajar no próximo inverno para a Europa… Visto já conhecer todos esses países neste período, faria algumas trocas como França pela Alemanha (também para aproveitar o clima de Natal); o norte da Itália pelo sul e dali direto para a Grécia no lugar da Holanda. Dias em Istambul ocupariam o tempo para Portugal e antes de voltar a Madri, passaria pelo sul da Espanha, voando direto da Turquia para Granada. Dedicaria um bom tempo às cidades pequenas da Itália e Alemanha em uma viagem sem pressa. Se fosse em outra estação, tudo seria diferente e entro em detalhes quando tirar o próximo projeto do papel.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

6 comentários

  1. Amo viajar, e sei o quanto é bom trocas de iinformações . Chegamos há poucos dias de uma viagem ao sul da França..lindo lugares….ficamos em Aix en Provence..cidade bucólica, mas achamos que a infraestrutura turistica , ficava muito a desejar..Não sei se foi o período., alta estação .Alugamos um carro, e fomos conhecer outras cidades próximas . Cannes , Nice , Marsseille , e outras localidades da Riviera Francesa, paisagens de tirar o fôlego..
    Se algum dia retornarmos com certeza Nice , será nosso ponto de apoio…amamos a cidade como um todo…excelentes serviços…
    Geralmente costumamos viajar para o continente Europeu , no final do mês de agosto , na nossa opinião…o melhor período…Espero trocar dicas de viagens..

    1. Olá Rosa, obrigada pelas dicas : ). Temos várias publicadas em mais de 800 artigos aqui no site e os seus comentários serão sempre bem vindos. Ainda não conheço esta parte da França, mas já viajei de carro pelo país e adorei.

  2. Adorei todas as dicas, serão férias maravilhosas.

    1. Não vou para Europa agora, mas fiquei com a maior vontade de repetir esta viagem, com certeza será maravilhoso.

  3. Olá! Muito obrigada por mencionar o meu blog! Fiquei super feliz! Muchas gracias!! 😀

  4. Obrigada por mencionar meu blog e meu trabalho! abs

Deixe uma resposta