Praia do Cassino, Rio Grande

Cassino, a maior praia do mundo!


Cassino é realmente uma praia única, além de ser a mais extensa (mais de 200 km), acontecem coisas que não costumam acontecer em outros lugares do Brasil. A Praia do Cassino fica no município de Rio Grande (RS) de onde é possível viajar pela beira da praia até o Uruguai utilizando um buggy, uma moto ou um veículo 4×4 .

Leia todos os artigos sobre o Rio Grande do Sul

Estado em alerta com bandeiras vermelhas e laranjas para Covid-19. Vermelha significa estabelecimentos não essenciais fechados. Enquanto laranja permite serviços atendendo com metade da capacidade para evitar aglomerações.

Nota do editor: aqui no Territórios, nossa prioridade é fornecer aos leitores as informações necessárias para tomar decisões sobre viagens, além de inspiração e conhecimento. Este não é o melhor momento para turismo presencial, mas estamos compartilhando dicas que podem ser úteis em viagens essenciais que precise fazer.
De qualquer forma, pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco.

A Praia do Cassino

É a única praia que eu conheço, de um balneário grande, onde os carros chegam até a beira do mar, tem engarrafamentos, filas quádruplas de carros passeando e outras quatro de carros estacionados. Isso tudo na extensa faixa de areia entre as dunas e o mar, claro que todo esse movimento é apenas onde se concentram as casas e não por toda a praia. As pessoas andam no meio dos carros, em dias de vento os veículos ajudam a se protegerem, e nos outros, os veranistas tomam sol sentados de costas para o mar porque assim podem ver o movimento. São pessoas, carros, buggys, bicicletas, motos, vans, trailers e até caminhões. Inclusive os bares são carros que ficam durante o verão. No inverno, a praia fica completamente vazia, apenas alguns pescadores e surfistas aventureiros são vistos.

Têm tsunamis pequenos, tempestades de areia e o clima pode mudar tão rápido que é muito provável que carros atolem ou sejam inundados se ficarem sozinhos e o clima mudar de repente. Quando isso acontece vira um caos, são poucos minutos entre perceber uma nuvem preta se aproximando, juntar as coisas e entrar no engarrafamento. Nunca presenciei um tsunami, mas muitos contam já terem visto uma onda gigante se formar e quebrar na praia destruindo muitas coisas. Certa vez foi notícia que uma onda gigante invadiu mais de 5 quarteirões do balneário, sendo que a distância entre o mar e o início das casas é considerável.

Não é uma praia linda como tantas outras no Brasil, mas é o mar da zona sul, é agradável, as pessoas se conhecem, tem infraestrutura e eu tenho ótimas lembranças da infância/adolescência. Lembro que o mar era mais violento, hoje é quase uma lagoa, tinham os siris que mordiam os dedões dos veranistas e tatuíras que pinicavam os pés dos caminhantes. Onde foram parar esses bichinhos?

Placas de diferentes cidades
Placas de diferentes cidades

Pegue a nossa dica de hospedagem nesta praia

O que fazer na Praia do Cassino

Além de ter tudo o que um grande balneário gaúcho oferece, tem o passeio nos TRILHOS DOS MOLES, onde num vagão a vela é possível chegar em alto mar; tem o MUSEU OCEANOGRÁFICO responsável por cuidar de pinguins e leões marinhos que chegam perdidos, além de outros atrativos. E tem um antigo NAVIO ENCALHADO na parte menos movimentada.

Nos finais de semana, as pessoas passam todo o dia na praia, levam lanches, bebidas, chimarrão, churrasqueiras, barracas e todo aquele apetrecho básico. Num domingo clássico de janeiro, registrei alguns detalhes do Cassino:

O movimento
Muvuca na Praia do Cassino
Churrasco no porta-malas
Farofada na beira da praia

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Foto destaque por Lúcia Maciel.

Guia RS pra levar na viagem e ler em qualquer aparelho

Esta cidade é um dos destinos da Rota Farroupilha. Se prefere ter todo o conteúdo sobre este itinerário para consultar durante a viagem e ainda ter sugestão de roteiros com mapa interativo detalhado, adquira o guia Guia RS Rota Farroupilha >>

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

6 comentários

  1. É MENTIRA!!!
    Para se entitular a maior praia do mundo, a cidade de rio grande conta como ‘Praia do Cassino’ as praias do Albardão, Querência, Barra de Rio Grande, Praia do Hermenegildo, Alvorada e Barra do Chuí. Sendo que SÃO PRAIAS QUE NÃO PERTENCEM AO MUNICÍPIO DE RIO GRANDE. Barra do Chuí, Praia do Hermenegildo, Alvorada e parte do Albardão, são balneários, distritos da cidade de SANTA VITÓRIA DO PALMAR, A QUAL JUNTANDO TODO O SEU BALNEÁRIO POSSUI 150KM DE COSTA. Agora diminuam 150km de 240km e descubram qual é a maior praia do mundo em extensão!

  2. amo a nossa bela praia do cassino.
    amo a noite do nosso balneario, é incrivel q os anos passam e parece q ja nao tem espaço nessa imensidao de praia. turistas de todos os lugares vem passar o verao e curtir momentos maravilhosos.quem foi no cassino fez uma historia…cassino faz parte da minha vida. reveillon no cassino é tudo de bom!!! quem conhece sabe…cassino é nota mil! claro q temos muitas prais lindas em nosso pais, sem duvidas. mas cassino é minha casa, minha gente, minha historia…bjs

  3. Quer mesmo saber onde foram parar os “bichinhos”(siris, tatuíras, caranguejo fantasma, mariscos da areia, etc)?
    MORTOS!
    O impacto de veículos no verão é de 12.000/dia que abrem uma longa faixa de 9m de largura só para circularem daqui pra lá e de lá pra cá.
    É a destruição descarada do ecosistema!
    Você ainda encontra esses “bichinhos” a uns 30 ou 40 km ao sul do Monumento a Iemanjá. Mas a praia do Cassino está morrendo graças aos turistas vândalos que destroem em 3 meses o que passamos o ano todo construindo.

    1. MINTIRA!
      Na frete do monumento de Iemanjá há muitos siris,mariscos, etc…
      É so olhar melhor (se já foi) que verá o tanto de animais que há enclusie na frete do monumento de Iemanjá.

  4. Muito legal seu blog. Deu vontade de conhecer Cassino. Abraço

Deixe uma resposta