COLÔMBIA

Medellín colorida e vibrante: roteiro de 2 dias


Dois dias em Medellín foi muito pouco para tantos atrativos disponíveis na metrópole com mais de 2 milhões de habitantes, mas foi o possível na primeira visita. Conto o que fiz e fiquei com vontade, além das dicas para aproveitar a cidade com segurança.

Texto continua após serviços. Links podem nos gerar comissão, mas você não paga nada a mais por isso.

Leia todos os artigos sobre o país

Gostaria de reservar hotel? Veja os visitados na Colômbia

Saiba quanto custa o seguro viagem no orçamento gerado em segundos

Contextualizando Medellín

Medellín evoluiu de cidade mais perigosa do mundo no século passado (por conta da ditadura, guerrilhas e cartel) para Cidade mais Criativa da UNESCO em 2016.

Após a morte de Pablo Escobar, projetos sociais e investimento no transporte público acessível a todos foram os responsáveis pela evolução. Assim como favelados chegam facilmente a todos os lugares por teleféricos, escadas rolantes, ônibus e metrô, turistas visitam os morros diariamente para aproveitar e entender essa transformação.

Grafite nos muros de Medellín
Grafite em El Poblado

Ainda há problemas, mas Medellín está segura e muita animada. Prova viva de como arte, música e arquitetura são essenciais para diminuir a desigualdade social e movimentar a economia, atraindo turistas.

O que fazer em Medellín em 2 dias

Divida o seu tempo entre o centro, a favela famosa e o bairro mais descolado para sentir o astral da cidade nos seus melhores atrativos. Uma recomendação dos locais é não fazer os tours sobre Pablo Escobar por referenciarem o pior do passado com tantas opções atuais mais interessantes, e sim, todas acabam mencionando o traficante, porém, com destaque para as pessoas e outras histórias.

Para compreender de verdade o contexto acima, nada como um tour guiado por um morador da Comuna 13, Daniel Muñoz, nos leva até a porta da sua casa, apresenta o seu cachorro e tira todas as nossas dúvidas sobre a favela que vive uma revolução por conta do turismo. Os passeios na favela são diários e no domingo foi cheio demais para o meu estilo, procure fazer durante a semana para aproveitar com mais tranquilidade.

Mirante para Medellín na Comuna 13 com letreiro colorido.
Mirante na Comuna 13, durante o tour de favela mais animado que já fiz

Free Tour na Comuna 13

Favela com escadas rolantes em Medellín
Favela com escadas rolantes

O tour começa em frente a estação de metrô de San Javier, Daniel se apresenta e nos leva para pegar uma van pública que sobe o morro. Cada um paga a sua passagem e em poucos minutos chegamos a entrada da Comuna 13. Primeiro uma parada para ver grafites locais em uma galeria e a introdução de como arte e música ajudaram a ultrapassar momentos difíceis e continuar lutando por dias melhores.

Copos de plástico congelados com picolé de frutas
Maracumango

Então subimos muitas escadas, de cimento e rolante, entre uma parada e outra. Tem momento de degustar cortesias oferecidas no tour como Maracumango (picolé de maracujá, manga e sal), café colombiano e salsichão. Tudo delicioso, aliás, tomar café é sempre uma boa, todos são bons e acessíveis, não precisa ficar só na marca Juan Valdez como fiz na primeira viagem a Colômbia, deguste o máximo que puder.

Em cada parada, podemos conversar com os locais que contam a sua história ou do seu produto, também tem show de rap composto na hora e conforme a origem do grupo, claro que falei ser de Pelotas e a piada estava pronta.

Para quem não sabe…

A palavra pelotas significa estar pelado em espanhol e exige uma explicação, afinal, todos nós nascemos pelados e se a pessoa já sabe da existência da cidade brasileira, começa a dar gargalhadas e eu levo na esportiva. Pelo menos é bom para quebrar o gelo.

Dançarinos do The Power of Life

Outro show muito legal é de street dance do grupo @thepoweroflife7, Daniel cuida o momento da arquibanca estar vazia e acomoda todo o grupo para a apresentação. Após 2h30 o passeio termina em um bar com mirante na Comuna 13, ali um drink com lanche e os turistas dispersam.

Se não sabe como funciona um free tour (não é de graça) explico neste texto. Leve valor em espécie para gorjeta ao guia e transporte. Além desse, são vários tours disponíveis na Civitatis em inglês e espanhol:

Passear de Metrocable

Após o tour, continuei com uma família espanhola pelo Metrocable (sistema de teleféricos integrado ao transporte público) até o ponto mais alto e voltei. É o transporte moderno criado para os moradores das favelas terem acesso ao centro e outras regiões sem precisar escalar os morros, o que melhorou a qualidade de vida e diminuiu a criminalidade.

Com belas vistas e oportunidades de fotografar Medellín do alto e em segurança, virou atrativo turístico. Inclusive, nos finais de semana, há mais estrangeiros que colombianos. Uma das estações desce no Parque Arví, área natural localizada no alto dos cerros, infelizmente ficou de fora para conhecer um pouco do centro nas horas que ainda restavam na cidade.

Metrocable de Medellín
Metrocable

Plaza Botero, no centro

Um ótimo lugar para passar o tempo observando turistas e locais, além de tirar muitas fotos no bairro La Candelaria, centro de Medellín. A praça é um museu ao ar livre com 23 esculturas de proporções exageradas e formas lúdicas criadas por Fernando Botero. O ilustre artista colombiano nasceu em Medellín e suas obras são exibidas com orgulho em vários locais. Especificamente nesta praça, todas as peças foram doadas à cidade pelo artista com a promessa de acesso eternamente gratuito aos visitantes. Para se aprofundar na obra e história de Botero, o Museu de Antioquia fica perto, apenas não visitei para confirmar se vale a pena como recomendam.

Plaza Botero, no centro de Medellín
Plaza Botero

Parque San Antonio, no centro

Outra praça com obras de Fernando Botero e barracas para comprar comida de rua no bairro La Candelaria. Não é o lugar mais agradável e havia alguns moradores de rua, mas é um parque importante em Medellín e o motivo está nas placas. Houve um terrível atentado em 1995, matando 23 pessoas e danificando a escultura conhecida como Pássaro da Paz, que assim permanece para lembrar do fato trágico.

Paróquia da Vera Cruz, no centro de Medellín
Paróquia da Vera Cruz entre os parques de La Candelaria

Plaza Cisneros, no centro

No domingo, havia uma feira de rua movimentada, nos outros dias é tranquila para descansar e apreciar a instalação artística com 300 luzes em postes de diferentes alturas, alcançando até 24 metros de altura. Foi um dos primeiros movimentos para a modernização da cidade.

Parque Lleras, El Poblado

Uma praça em zona mais moderna, com muitos cafés charmosos e restaurantes animados para dançar até a madrugada. Durante o dia, é tranquilo e cheio de arte urbana e arquitetura moderna.

Melhor bairro para se hospedar e passear

Antes da viagem, contatei os amigos colombianos e todos recomendaram o bairro El Poblado. A região nobre na zona sul é famosa por seus prédios modernos, shopping centers e vida noturna animada. Ali fiquei e caminhei bastante durante o dia, me sentindo muito segura. Tem a rua em curva com canaletes que parece uma floresta de tanto verde – chamada Carrera 46, já outras têm muros repletos de grafites. Não deixe de percorrer a Calle Provenza, a Calle 10 e ao redor do Parque El Poblado.

Praça em Medellín com flores, casa de pássaros e árvores.
Ruas arborizadas em El Poblado

Em El Poblado há oferta de hospedagem para todos os bolsos e estilos. Se prefere hotel, a rede com melhor avaliação no Booking.com é Dann Carlton com duas propriedades no bairro.

Beliche bem decorado no hostel de Medellín
Beliches confortáveis e com privacidade

Minha escolha foi ótima no Medellín Vibes Hostel pelo conforto, estilo e astral. Destaque para o bufê de café da manhã variado servido com vista para a piscina e os detalhes aconchegantes de cada cama nos dormitórios. As camas vêm com cortina de tecido de qualidade e pesado, colchão confortável, três travesseiros, ventilador, tomada e luminária. O quarto dispõe de ar-condicionado e armários individuais (leve cadeado). O banheiro é bem amplo e ventilado, exclusivo do quarto feminino. Aos finais de tarde, a maioria dos hóspedes fica na piscina ou no bar interagindo com os outros. No subsolo, tem uma sala de jogos com mesas de trabalho em baias para quem precisa trabalhar sem distrações.

Embora recomende a visita à La Candelaria e Comuna 13 (bairros com altos índices de criminalidade, como nas maiores cidades do Brasil) evite circular à noite ou se hospedar neles. Durante o dia em La Candelaria caminhei sozinha e atenta sem problemas e na Comuna 13 contratei o tour relatado acima.

Como chegar e circular por Medellín

O Aeroporto Internacional José María Córdova fica cerca de 20 km distante e não tem transporte público. Lembrando que Uber não é legalizado na Colômbia, mas o aplicativo mostra os táxis oficiais e pode usar o mesmo sistema, achei a melhor forma de chegar ao bairro EL Poblado, onde me hospedei.

Voos partem diariamente de Bogotá, pesquise agora

Medellín possui um extenso sistema de metrô rápido, confiável e acessível. Mas precisa comprar o cartão com valor mínimo excedente ao utilizado em 2 dias, não há possibilidade de comprar unitário. Vantagem de se hospedar em hostel, no último dia, vendi o cartão e os créditos para um viajante recém chegado e acabei pagando somente pelos trajetos utilizados. Onde o metrô não chega, sempre terá ônibus.

Casas em morro na favela Comuna 13, em Medellín
Medellín é um vale cercado por natureza

Seguro de viagem para a Colômbia

Não existe obrigatoriedade de seguro de viagem para entrar na Colômbia. No entanto, não viajo sem! Importante se precaver de eventualidades como acidentes ou problemas de saúde. Além disso, um bom seguro de viagem também inclui cobertura para eventuais cancelamentos de voos ou perda de bagagem.

Adquira o seu agora mesmo e aproveite a oferta:

Clique aqui para fazer sua cotação e use o TCUPOM para 10% de desconto.

Quando ir a Medellín

A melhor época para visitar Medellín é entre os meses de dezembro a março ou em julho e agosto, quando chove menos. Por outro lado, é conhecida como a “Cidade da Eterna Primavera” devido ao bom clima durante todo o ano. Fui em julho e o clima estava agradável.

Mulher de óculos posa em mirante para vale onde fica parte de Medellín
Calor caminhando no sol durante no mês de julho

Faltou no roteiro Medellín

Por fim, estes lugares ficaram de fora e gostaria de ter visitado se tivesse mais dois dias no roteiro:

  1. Pueblito Paisa por ser um vale histórico preservado no meio de Medellín e o seu Jardim Botânico pelas plantas nativas dos Andes.
  2. Guatapé pelas paisagens e Salento pelo café, nos arredores.

Gostou da informação e quer ver mais? Então, acesse o Google Notícias, selecione a opção “✩ Seguir” e não perca mais nenhuma novidade do Territórios no seu celular!

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, dados de internet e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Por onde começar a planejar a viagem

  1. Se já sabe, se inscreva dizendo para onde será a próxima viagem e receba dicas exclusivas por e-mail.
  2. Quando a data estiver definida, pesquise as passagens áreas ou aluguel de carro. Mas antes de finalizar a compra, faça o seguro viagem quase simultaneamente para ter eventuais cancelamentos cobertos, além de assistência médica e perda de bagagem.
    2.1 Avalie levar dados de internet e vá comprando a moeda aos poucos.
  3. Então monte o roteiro e vá fazendo as reservas de hospedagem e passeios conforme o tempo disponível.
  4. Sem tempo para pesquisar? Clica no botão e preencha o formulário para entrarmos em contato com uma solução para você.
Inscrição para participar da viagem

A seguir deixo mais links sobre essa mesma região ou experiência.

^ Voltar início ^

Você está em INICIAL » EXPERIÊNCIAS » ROTEIRO » Medellín colorida e vibrante: roteiro de 2 dias
Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 16 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

Write A Comment