ACAMPAMENTO

Parador Hotel, uma experiência dentro do casulo em Cambará do Sul


Situado em uma das regiões mais lindas do Sul do Brasil, próximo aos imponentes cânions Itaimbezinho e Fortaleza, no município de Cambará do Sul (RS), o Parador Hotel, do Grupo Casa Hotéis oferece aos seus hóspedes o conceito de glamping – palavra, que vem da união de glamour e camping, e dispõe experiências de acampamento com todo o conforto e charme de um hotel de luxo em meio à natureza, com uma vista privilegiada para os Campos de Cima da Serra.

O texto continua após os serviços recomendados.

Leia todos os artigos sobre o Rio Grande do Sul

Ingressos e passeios na Serra Gaúcha e outros destinos

Alugue um carro e rode pelas estradas gaúchas com maior liberdade

Parador Hotel

As opiniões expressas pelos viajantes colaboradores são próprias e nem sempre refletem o pensamento do Territórios. Conheça o autor ou deixe um comentário.

Recentemente visitamos os casulos do Parador Hotel, que possuem design arrojado, mesclando linhas contemporâneas com detalhes rústicos. No total, são sete casulos cobertos de lonas e madeiras. As habitações são ideais para casais e todas elas possuem deck com hidromassagem e lareira, vista para o campo, smart TV com Netflix, minibar cortesia, ar-condicionado e produtos de banho da L’occitane, além de uma cafeteira Nespresso, para você tomar aquele cafezinho no momento de relax. 

Noite sob as estrelas no Parador Hotel
Noite sob as estrelas no Parador Hotel

O projeto desses casulos é do engenheiro Ricardo Peccin, responsável por arejar a arquitetura da região Serrana com propostas em inspiração internacional. Cada casulo recebeu o nome de uma abelha nativa, como, por exemplo, Mandaçaia, Jataí, Guaraipo entre outras. Falando em abelhas [sem ferrão], logo na entrada do Parador Hotel, é possível observar algumas colmeias em meio às flores, onde ocasionalmente, é extraído o saboroso mel para os hóspedes.  

O Parador Hotel ainda conta com 19 barracas térmicas inspiradas nos lodges de safáris africanos, além de bangalôs com deck, lareira e banheira de hidromassagem, e o detalhe: todos têm uma vista incrível para o rio Camarinhas. No total, o glamping gaúcho possui 28 acomodações projetadas exclusivamente para você viver uma experiência inédita.

A barraca por fora+ Glamping no Quênia: Olare Mara Kempinski

Churrascada no Parador Hotel

Churrascada no Parador Hotel
Churrasco na vala é uma das atrações do Parador Hotel

Outra atração do Parador Hotel é o churrasco na vala que ocorre todas às quartas-feiras e sábados das 12h às 15h. O preparo do fogo e das carnes começa cedo, às 05h da manhã em frente ao restaurante Alma, localizado no hotel. São diversos cortes especiais, como o costelão e o cordeiro, além de linguiças e vegetais assados na brasa. Vale a pena experimentar também o buffet de saladas e acompanhamentos. Alguns pratos especiais, preparados no forno a lenha, devem ser solicitados com 24h de antecedência. 

A gastronomia do Parador é assinada pelo chef Rodrigo Bellora, conhecido nacionalmente pelo seu conceito de Cozinha de Natureza. Durante a visita do Territórios, Bellora preparou uma deliciosa paçoca de pinhão, um dos pratos típicos dos Campos de Cima de Serra e muito fácil de fácil preparo.

As pessoas, de uma maneira geral, tem uma relação muito positiva com o pinhão. É raro encontrar alguém que não goste da oleaginosa“,

comentou Bellora.
Rodrigo Bellora assina a gastronomia do Parador Hotel
O chef Rodrigo Bellora com a paçoca de pinhão

Abaixo a receita para você, fiel leitor, provar.

Paçoca de Pinhão

Paçoca de Pinhão do Parador Hotel

Ingredientes:

  • 1,5 kg pinhão cozido e moído
  • 250g carne de gado moída
  • 250g carne de porco moído
  • tempero verde
  • alho
  • cebola
  • sal e pimenta
  • óleo de soja

Modo de fazer

Refogue o alho e a cebola com a linguiça em uma panela de ferro. Adicione a costela desfiada e picada e acrescente o pinhão. Salteie até dourar. Retire do fogo e adicione os temperos. Pronto! 

Pinhão colhido na propriedade do Parador Hotel
Pinhão

Ainda sobre o pinhão… 

Outro costume tradicional de quem vive na região Serrana do Rio Grande do Sul é comer a “sapecada de pinhão”, uma herança dos tropeiros — homens que conduziam a tropa, levando o gado de um lugar para o outro. Em outras palavras, é o pinhão preparado no mato, nas grimpas do pinheiro.

Basta juntar os resíduos de galhos secos da araucária, colocar os pinhões coletados na floresta e então acender uma fogueira. Esse hábito de comer pinhão foi herdado de algumas tribos indígenas daqui da região, como, por exemplo, os caingangues, e também serve de alimento para muitos animais“, explicou Rodrigo Bellora. 

Para que o pinhão cozinhe totalmente, deve-se acender o fogo na parte de cima dos galhos (de cima para baixo). A oleaginosa fica tostadinha e deliciosa. Depois é só remover a casca com a ajuda de um martelo ou até mesmo com uma pedra e ter cuidado para não se queimar. Em alguns casos, a casca do pinhão já se abre sozinha durante a tradicional sapecada, daí é só comer. O valor nutricional dessa semente chama a atenção, pois é rica em carboidratos, fibras, magnésio, ferro, fósforo e zinco, além de apresentar quantidades expressivas de proteínas.

No entanto, fica uma dica: tenha o máximo de cuidado na hora de acender a fogueira e de preferência para campos abertos, longe das outras araucárias para evitar um incêndio florestal. Antes de deixar o local, certifique-se de que as brasas já foram todas apagadas. 

Tome nota

O Parador Hotel fica localizado na Estrada do Faxinal, RS 427, Morro Agudo, Cambará do Sul (RS). Reservas: 54 3295 .7575 / 9.9632.5097

RESERVE NO BOOKING

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais. Fotos de Luciano Nagel, Sergio Azevedo e Marcos Moreira.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Você está em INICIAL » BRASIL » RIO GRANDE DO SUL » CAMBARÁ DO SUL » Parador Hotel, uma experiência dentro do casulo em Cambará do Sul
quero dicas do Brasil

Cidades e parques visitados no RS:

Luciano Nagel

Jornalista, gaúcho, trabalhou nas Rádios Guaíba, Bandeirantes e CBN/Globo no Rio de Janeiro. Atuou como correspondente freelancer para O Estado de São Paulo (Estadão) em Porto Alegre. Atualmente colabora com reportagens para o Jornal Folha de São Paulo, portal de notícias UOL, Deutsche Welle, emissora internacional de jornalismo da Alemanha, e seu site Nagel na Estrada. Foi bolsista da Heinz-Kühn-Stiftung, na Alemanha, em 2009. Viveu na Inglaterra, Portugal e Alemanha. Colaborador do Territórios, Nagel é apaixonado por viagens, gastronomia e diferentes culturas. | Siga no Instagram | Twitter

Write A Comment