CULTURAL

Novo Hamburgo por um olhar turístico


Outro dia caí em um vídeo sobre Novo Hamburgo (RS) e um comentário chamou minha atenção ao afirmar “a cidade não é turística”! Pois, discordo totalmente. Passei algumas vezes por ali, inclusive, fiquei um mês inteiro hospedada e conto como aproveitar sendo turista ou morador.

O texto continua após os serviços recomendados.

Leia todos os artigos sobre o Rio Grande do Sul

Ingressos e passeios na Serra Gaúcha e outros destinos

Alugue um carro e rode pelas estradas gaúchas com maior liberdade

Acesso rápido: Introdução | Breve história | O que fazer | Dicas | Onde dormir | Onde comer | Como chegar |

3 pares de sapatos de couro fabricados em Novo Hamburgo
Calçados de couro comprados na feira Loucura por Sapatos

Novo Hamburgo é conhecida como “A Capital Nacional do Calçado” pela indústria que fez a economia crescer rapidamente décadas atrás. Essa prosperidade fez gerar outros negócios e hoje é bastante diversificada e muito além de um centro de compras. A maioria das fábricas de calçados nem está mais ali, no entanto, o conhecimento e diversos serviços para a cadeia coureiro-calçadista continuam fortes na região, atuando em todo Brasil e exterior. Explicou Diego Martinez, gerente da Fenac, centro de eventos onde ocorrem feiras importantes, aliás, o melhor momento para comprar calçados baratos em Novo Hamburgo é na feira “Loucura por Sapatos” que acontece duas vezes por ano (abril e outubro) em paralelo ao Festival das Cervejas Artesanais.

Um pouco da história e o que fazer em Novo Hamburgo

O território de Novo Hamburgo pertencia a São Leopoldo em 1824, quando os primeiros imigrantes alemães chegaram ao Brasil e formaram colônias pelo Vale dos Sinos. Entre elas Hamburguer-Berg (atual bairro Hamburgo Velho) e, a partir dali, a cidade se desenvolveu. Com a construção da estrada de ferro (1876) o comércio se deslocou para Novo Hamburgo, hoje o centro da cidade. Mas o centro histórico está em Hamburgo Velho e somado a Lomba Grande, são os bairros mais interessantes para passear na cidade. Lomba Grande fica na zona rural e já tem um texto cheio de dicas só para ele, deixo a seguir o que visitar na área urbana e o melhor, tudo com entrada franca.

Fachada de casa de 1880 no centro histórico de Novo Hamburgo
Uma curiosidade em Novo Hamburgo é todas as placas de rua explicarem em letras menores quem foi a personalidade ou o significado do nome da via

Centro Histórico de Hamburgo Velho

As ruas Daltro Filho e início da Maurício Cardoso concentram os casarões e construções enxaimel* preservados do século XIX. Dois deles são museus que valem a visita. A dica é percorrer a pé o chamado corredor cultural atento a arquitetura. Para contrastar, a mesma Maurício Cardoso, mas para o outro lado, exibe os prédios mais altos e modernos na zona mais valorizada da cidade.

*Enxaimel é uma técnica de construção de paredes montadas com hastes de madeira encaixadas entre si e espaços preenchidos por pedras ou tijolos.

Fundação Ernesto Frederico Scheffel

Mulher sentada aprecia quadro inacabado no museu
Pintura inacabada de Ernesto Scheffel
Pintura de Ernesto Frederico Scheffel
Autorretrato de Ernesto Frederico Scheffel

Um casarão em estilo neoclássico de 1890 é a maior pinacoteca do mundo com obras expostas de um único artista: Ernesto Frederico Scheffel. Sem dúvida a surpresa mais agradável de Novo Hamburgo e muitos não fazem ideia da existência desse artista ou do atrativo gratuito no interior do Rio Grande do Sul.

A Fundação é responsável por quase 400 obras, cujo acervo foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O museu de arte reúne pinturas, esculturas, desenhos e partituras musicais retratando as diferentes fases do artista. São paisagens regionais, natureza morta e pessoas com realismo impressionante. No segundo piso estão as telas participantes dos Salões de Belas Artes no Rio de Janeiro e tem uma sala mostrando objetos antigos utilizados por ele quando jovem. Enquanto caminhamos pela casa, o monitor conta a história da vida do autor.

A visita deve ser sempre guiada e dura pouco mais de 1 hora. Eu cheguei, toquei a campainha e fiz o tour sozinha com o monitor, mas é bom agendar, principalmente grupos grandes.

Endereço: rua Daltro Filho, 911. Aberto de terça a sexta-feira das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Aos finais de semana das 11h às 17h.
Telefone: 51.3593.6233
Galeria virtual: fundacaoscheffel.com.br/galeria-virtual

Casa enxaimel e casarão colonial
Museu Comunitário Casa Schimitt-Presser ao lado da Fundação Ernesto Frederico Scheffel

Museu Comunitário Casa Schimitt-Presser

Recria um armazém típico da época da colonização alemã em uma casa tombada pelo Iphan. É um dos exemplares mais antigos da arquitetura enxaimel e entre as poucas construções com todas as suas características originais preservadas. Era moradia e comércio de João Pedro Schmitt, imigrante influente no século XIX e um dos fundadores de Novo Hamburgo. Todos os objetos do museu foram doados pela comunidade.

Endereço: rua Daltro Filho, 929. Aberto de terça a sexta-feira das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Aos finais de semana das 11h às 17h. Se estiver fechado, toque a campainha, pois, são os mesmos funcionários que trabalham no museu ao lado.

Parcão de Novo Hamburgo

Oficialmente Parque Municipal Henrique Luis Roessler, Parcão é o maior espaço de lazer na área urbana de Novo Hamburgo com 54,16 hectares abrangendo os biomas Pampa e Mata Atlântica. Inclusive, a Serra do Mar começa ali. Criado a partir de um projeto de valorização de Hamburgo Velho em 1990, hoje é Unidade de Conservação com vários programas para educação ambiental e tive o privilégio de fazer trilhas com a fadinha do Parcão. Adriana Backes leva crianças nas trilhas orientadas e é tão apaixonada que criou um blog sobre o parque. No dia, seu marido Tiago Macedo nos acompanhou e fizemos aula de chi kung, técnica oriental para equilibrar o fluxo de energia no nosso corpo. Eles também reúnem grupos para chi kung em Novo Hamburgo todos os sábados pela manhã.

Museu Nacional do Calçado (MNC)

Ruy Chaves inovou lançando o primeiro sapato com perfume
Manequim com roupas e um sapato em exposição
Exposição sobre Zuzu Angel

Localizado e mantido pela Universidade Feevale, o museu preserva a memória da atividade coureiro-calçadista do país, reunindo um acervo de 40 mil peças. Algumas em exposição permanente que vão desde sandálias gregas da antiguidade, perfis de personalidades do setor até a moda atual. Diversos eventos acontecem ali como a exposição temporária “Centenário de Zuzu Angel” em cartaz no dia da minha visita. Além de peças confeccionadas pelos alunos do curso de moda, a exposição era acessível com recursos como audiodescrição e placas em braile. 

Endereço: entrada fica avenida Dr. Maurício Cardoso, 510 e funciona durante a semana das 9h às 17h.

Dica

Verifique a agenda de eventos e exposições durante a sua estada, tive a oportunidade de assistir à Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo no pátio da Fundação Scheffel e foi um fim de tarde maravilhoso, além de gratuito. O Hotel Swan Novo Hamburgo também têm atrações culturais e peguei a inauguração da exposição de fotografia de Marcos Quintana com música ao vivo e live painting do projeto Jazzenhando.

Reflexo de mulher no espelho ao lado de fotografia na parede do Hotel Swan Novo Hamburgo
quero dicas do Brasil

Centro de Novo Hamburgo

A área central de Novo Hamburgo é como qualquer cidade de médio porte no Rio Grande do Sul, têm shoppings, igrejas, restaurantes para diferentes paladares e todo tipo de serviço. A diferença são as muitas lojas de calçados, outlets e parte ser atravessado pelo trem metropolitano em um elevado. O vídeo mencionado no início do texto mostra como é andar a pé desde a Catedral Basílica de São Luís Gonzaga até a Praça 20 de setembro, passando por locais como a Praça do Imigrante e o calçadão com chimarródromo (água quente disponível para o mate comum nas cidades gaúchas).

Hotel em Novo Hamburgo

Geralmente fico na casa de amigos, mas experimentei duas noites no Swan Novo Hamburgo para vivenciar o astral de Hamburgo Velho. A localização é ótima em frente a rua do centro histórico, com vista para o Parcão e próximo ao Museu do Calçado, além de diversos serviços.

As acomodações têm diferentes configurações e algumas são mais modernas conforme relato de amigos, a minha tinha decoração clássica. Um apartamento amplo em três ambientes com cozinha e sofá-cama na sala, a Suíte Superior Casal. Todos os quartos possuem WiFi, ar-condicionado, secador de cabelo, cofre, TV a cabo, frigobar e mesa de trabalho.

O buffet de café da manhã é farto e delicioso servido na cobertura em frente a piscina coberta. Além desses confortos, têm sala de jogos, sauna, academia, estacionamento gratuito e o piano bar com lareira (gostei das sopas para a noite).

Quarto do hotel Swan Tower é opção de hospedagem confortável no Vale Germânico
Suíte do meu apartamento

Onde: avenida Dr. Maurício Cardoso, 303, bairro Hamburgo Velho.
Reservas: swanhoteis.com.br/swan-novo-hamburgo

RESERVE NO BOOKING

Onde comer e beber em Novo Hamburgo

Drinks coloridos em bar em Novo Hamburgo
Drinks na Tap House Fat Bull

Buffet Martins

Aquele buffet variado em saladas, pratos quentes e sobremesas para levar toda a família.

Onde: na rua Olavo Bilac, 78, no bairro Vila Nova, anexo a Sociedade Aliança. Abre para almoço de segunda-feira a sábado com opções por kg ou livre.

Chá, bule e dois pratos com doces. Onde comer em Novo Hamburgo
Chá da tarde no Antigualha

Café Antigualha

Mistura de cafeteria com antiquário onde toda a decoração está à venda. Lugar agradável para sentar no jardim ou nas salas internas abarrotadas de objetos curiosos de forma organizada. Recomendo os chás dos blends de criação própria.

Onde: rua Joaquim Nabuco, 1634, no Centro.

Pavilhão Green Head

Cervejaria divertida e com noites animadas pela música ao vivo. Têm régua de degustação de cervejas e pizza alemã para petiscar. Um detalhe é poder experimentar outra marca de cerveja artesanal, uma das 15 torneiras é para convidados assim como a cerveja Green Head está presente em outros estabelecimentos por temporadas.

Onde: rua Benjamin Constant, 125, bairro Ideal. Aberto de quarta-feira a sábado para happy hour, sextas-feiras e sábados até mais tarde. É pet e kids friendly.

Restaurante Casa Nostra

Buffet a kg ou peso para o almoço do dia a dia econômico. 

Onde: rua Eng. Ignácio Christiano Plangg, 94, no Centro.

Restaurante Spettacolo

Buffet a kg ou peso para o almoço do dia a dia. 

Onde: avenida Marcílio Dias, 1458, no Centro.

Restaurante Vegetariano Quan Shi Yin

Descoberta deliciosa e muito econômica recomendada pela Adriana, um buffet livre com muita variedade de comida oriental servida por uma família de imigrantes da Malásia. Começaram bem pequenos e foram ampliando para as casas vizinhas. Chegue cedo porque lota, principalmente no sábado por ser ao lado do Parcão. Aproveite para beber um chá durante a refeição.

Onde: rua Carioca, 721, bairro Jardim Mauá. Aberto de segunda-feira a sábado das 11 às 14 horas.

Hambúrguer, fritas e molhos servidos em tábua de madeira. Onde comer em Novo Hamburgo
Hambúrguer com fritas

Tap House Fat Bull  

Outra cervejaria animadíssima com 20 torneiras de cervejas artesanais, drinks elaborados e gastronomia variada em três ambientes descolados. 

Onde: avenida Dr. Maurício Cardoso, 985, bairro Hamburgo Velho. Funciona no happy hour até o início da madrugada.

Como chegar a Novo Hamburgo

Localizado na região metropolitana de Porto Alegre e no caminho para a Serra Gaúcha, são apenas 40 km da capital com fácil acesso por transporte público. A viagem de trem leva cerca de 50 minutos desde o Mercado Público, com paradas na rodoviária e aeroporto, além de todas as cidades metropolitanas do caminho até a estação final. O Trensurb opera diariamente partindo a cada 15 minutos. 

Pelas estradas, a principal via de acesso é a BR-116 e você pode alugar um carro.

Novo Hamburgo faz divisa com os municípios São Leopoldo, Estância Velha, Ivoti, Dois Irmãos, Sapiranga, Campo Bom e Gravataí. Além de fazer parte das regiões turísticas Vale Germânico e Rota Romântica. 

Estação de Trem Novo Hamburgo com trem parado
Estação de Trem Novo Hamburgo

E aí, conhece ou ficou com vontade de passear em Novo Hamburgo? Deixe o seu recado nos comentários.

Agradecimentos à amiga Cinara Vila e Deivid Schu por motivar minhas idas a cidade. Também ao Hotel Swan pela hospedagem cortesia e SindGastrHô pelo final de semana visitando empreendimentos gastronômicos.

Gostou da informação e quer ver mais? Então, acesse o Google Notícias, selecione a opção “✩ Seguir” e não perca mais nenhuma novidade do Territórios no seu celular!

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, dados de internet e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Você está em INICIAL » BRASIL » RIO GRANDE DO SUL » NOVO HAMBURGO » Novo Hamburgo por um olhar turístico
quero dicas do Brasil

Cidades e parques visitados no RS:

Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 16 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

Write A Comment