BOGOTÁ

Turismo na Colômbia: dicas aos viajantes


A Colômbia é um país riquíssimo em vários sentidos. Desde as belezas naturais das cordilheiras e mar do Caribe até as culturais como música e artes visuais. É um destino turístico cada vez mais popular entre os brasileiros pelos seus atrativos, proximidade e ser muito econômico. Se está planejando uma viagem de turismo na Colômbia, aqui estão as informações para saber antes de ir e organizar o roteiro.

Texto continua após serviços. Links podem nos gerar comissão, mas você não paga nada a mais por isso.

Leia todos os artigos sobre o país

Gostaria de reservar hotel? Veja os visitados na Colômbia

Saiba quanto custa o seguro viagem no orçamento gerado em segundos

Documentos exigidos para brasileiro fazer turismo na Colômbia

Colômbia não exige visto e aceita RG em bom estado ou passaporte. A carteira de motorista só vale para alugar carros e não para entrar no país.

Vacina da febre-amarela

Aqui existe uma confusão por não aparecer como obrigatório no site oficial, mas pediram para meus amigos, que foram barrados de entrar. Na dúvida, tenha sempre a carteira internacional de vacinação junto ao passaporte. Saiba como fazer aqui.

Migração para turismo na Colômbia

Na última viagem achei o policiamento no aeroporto bem mais leve comparado as outras vezes, os cachorros ainda circulam e os agentes estão de olho em tudo, mas não me pararam toda hora como antes.

O incômodo é chegar a noite, quase todos os participantes do congresso Adventure Next reclamaram do mesmo, filas confusas de mais de duas horas para entrar no país. Quando cheguei na madrugada, levou vinte minutos, mas quando voltei do Equador às 8h da noite, levou 3 horas!!! E ainda tinha outra fila da vigilância sanitária verificando bagagens no raio-x.

Também é obrigatório ter o nome de hotel, eu sempre tenho, mas desta vez ficaram de me confirmar o local quando me buscassem, eu não tinha e fiquei alguns minutos sem poder passar aguardando resposta pelo WhatsApp que não tive por ser de madrugada. Acabei mostrando o hotel da segunda noite e deu certo, ufa!

Viajar protegido com seguro

O seguro viagem não é obrigatório na Colômbia, porém, acho imprescindível, principalmente para as atividades de aventura que eu tinha no roteiro e por viajar sozinha. Contrato e recomendo Next Seguro Viagem, toque no link para fazer um orçamento rápido online. Ou peça ajuda pelo WhatsApp que aparece na tela.

Dinheiro e economia

A moeda é o peso colombiano (COP) e 1 real vale cerca de 800 pesos em 2023. Enquanto a nossa moeda segue desvalorizada, vale a pena levar dólares e trocar por pesos no aeroporto de Bogotá, especificamente na casa de câmbio no desembarque, localizada em frente a coleta de bagagens. Ali não cobram taxas ou impostos. Na última viagem levei o mínimo em espécie e utilizei o cartão de conta internacional da Wise, sacava nos caixas e usava para pagar contas sem problemas.

Já nas cidades menores é sempre bom andar com algo em dinheiro para táxi e comprar de pequenos negócios, por exemplo.

Roteiros

Antes de viajar, é importante pesquisar sobre o destino para definir quais lugares quer conhecer, as experiências que não podem ficar de fora e ver se tudo cabe no seu tempo de férias e orçamento.

Conforme as minhas experiências e relatos de viajantes aqui no site Territórios, pode fazer um roteiro pelas ilhas do Caribe Colombiano em 10 dias. Visitar somente Cartagena, a cidade mais turística da Colômbia, em 6 dias. Seguir no ritmo da salsa por 2 semanas entre Cali e Cartagena. Passar um final de semana em Bogotá ou um roteiro conhecendo um pouco de cada das principais regiões como sugiro a seguir. Lembrando que ainda não conheço todas e Colômbia é bastante diverso.

Roteiro 14 dias fazendo turismo na Colômbia

Sugestão do roteiro realizado entre junho e julho de 2023 variando o estilo entre viagem solo e aventuras em grupo, tanto no modo econômico quanto com muito conforto. Pegue o que melhor combina com você e monte o seu próprio roteiro.

Dia 1. Bogotá

Dia de viagem e chegada a Bogotá com hospedagem no HAB Hotel, ideal para quem chega cedo e pode aproveitar o bairro e o hotel butique, caso contrário, melhor ficar hospedado próximo ao aeroporto ou conforme a programação para o segundo dia.

Dia 2. Bogotá aos Llanos Orientales

Entrei no tour de aventura de Bogotá aos Llanos Orientales da empresa colombiana Monte Adentro. Me buscaram no hotel em ônibus até um ponto nas montanhas da província de Cundinamarca, ao sul de Bogotá, onde iniciamos passeio de mountain bike descendo a Cordilheira dos Andes em direção ao El Filó (foto destaque) como contei no artigo. A hospedagem foi em um hotel fazenda na cidade de Granada, em Meta, com apresentações musicais e dança típica.

Dia 3. Rio Guejar, em Meta

Acordamos na província de Meta e partimos para o visual mais lindo desse roteiro: rafting no Rio Guejar. Após teve almoço com turismo de base comunitária e descanso na mesma hospedagem com vista para os Llanos Orientales.

Dia 4. Bogotá

Viagem de volta a Bogotá em ônibus. Bom deixar o dia livre, pois o trânsito complicado pode fazer a viagem de 3 horas virar 12 horas como aconteceu com o nosso grupo. A ideia era chegar a tarde em Bogotá e fazer um city tour de grafite que acabou cancelado. Pelo menos passamos por paisagens belíssimas nas províncias de Boyacá que deu vontade de programar para uma próxima viagem.

Dia 5. Distritos Usaquén e San Felipe

Mudei a hospedagem para o Hotel El Dorado e continuei com a empresa Monte Adentro no passeio de bicicleta pelas ciclovias da capital passando por Usaquén até o bairro San Felipe, atual distrito das artes de Bogotá. Aqui um parêntese, passei mais três noites participando de um congresso e não vou considerar, mas ao final do roteiro têm mais dias em Bogotá.

Rua com vasos de plantas coloridos, bandeiras no ar e casas em bairro para turismo na Colômbia.
San Felipe Distrito das Artes

Dia 6. Santa Marta, no Caribe Colombiano

Viagem de avião para Santa Marta, no Caribe Colombiano. A partir daqui fiquei sozinha com tempo para relaxar na praia Taganga e caminhadas pelo centro histórico. A hospedagem foi no Soy Local.

Prédios históricos e modernos entre coqueiros e céu azul com nuvens. Santa Marta é turismo na Colômbia.
Centro histórico de Santa Marta

Dia 7. Descanso em Santa Marta

Dia de descanso, aliviando o calor na piscina do hotel e mais caminhadas sem rumo pelo centro histórico e praias de Santa Marta.

Dia 8. Parque Nacional Natural Tayrona

Contratei o tour com trilha pesada para o conhecer algumas praias do Parque Nacional Natural Tayrona e fiquei encantada com a beleza do mar em contraste com as montanhas.

Dia 9. Medellín

Viagem de avião para Medellín e caminhada pelo bairro El Poblado. A hospedagem foi muito descontraída no Medellín Vibes Hostel. Ótimo para trocar ideia com outros viajantes do mundo todo.

Dia 10. Comuna 13 e centro

Contratei o free tour pela Comuna 13 para entender a essência da cidade e toda a modificação criativa ocorrida nos últimos anos. Após segui com alguns dos participantes do passeio circulando de teleférico pelos morros de Medellín. É um jeito seguro e barato de ver a cidade por outro ângulo. Como era final de semana, havia mais turistas do que moradores no transporte público. Ainda teve tempo de descer no centro para visitar os principais pontos turísticos a pé. Em breve conto em detalhes.

Homens e mulheres usando uniforme azul dançam na rua. Grafite na parede, tapete colorido no chão.
Street dance em Medellín

Dia 11. Chapinero, em Bogotá

Viagem de volta a Bogotá e caminhada pelo bairro Chapinero, a mesma região das outras hospedagens do início do roteiro, mas cada uma foi em pontos diferentes e somente neste dia consegui fazer o que adoro, sair caminhando sem rumo pela Zona Rosa.

Dia 12. Museu do Ouro e Candelária

O centro histórico de Bogotá, ou bairro Candelária, têm diversos atrativos entre museus, grafites, casas coloniais, igrejas e cafeterias. Para a melhor vista, suba o Cerro Monserrate.

Papagaio de ouro em fundo amarelo é destaque no museu principal para  turismo na Colômbia.
Mini escultura no Museu do Ouro, em Bogotá

Dia 13. Catedral de Sal de Zipaquirá

Aqui fica a sugestão do Raul de excursão à Catedral de Sal de Zipaquirá ou pode voltar no centro histórico como fiz porque não deu tempo de ver tudo o que eu gostaria em um dia.

Escultura de pedra com iluminação azul é turismo na Colômbia.
Catedral de Sal de Zipaquirá

Dia 14. Fim do roteiro pela Colômbia

Viagem de volta ao Brasil ou outro destino, eu fui para o Equador.

Roteiro gratuito em Bogotá

Além de ser barato viajar pela Colômbia, a sua capital tem uma série de atrativos sem cobrança de entrada e melhor, é muito fácil usar o transporte público:

  1. Os Museu Botero, Casa da Moeda e Museu de Arte de Bogotá (MAMBO) estão todos no mesmo complexo com entrada gratuita.
  2. Já o Museu do Ouro (o mais impressionante) tem entrada franca aos domingos.
Arte urbana é turismo na Colômbia. Duas mulheres se abraçam de olhos fechados em painel colorido na parede.
Grafite em Bogotá
  1. Apreciar os grafites nos bairros San Felipe e Candelária é arte ao ar livre.
  2. Observar as casas coloniais e igrejas no bairro Candelária é para todos.
Igreja antiga em pedra, ao fundo cerro, céu azul e nuvens. Destaque do turismo na Colômbia.
Catedral Primada da Colômbia e Cerro Monserrate ao fundo
  1. O Cerro Monserrate não custa nada para quem vai pela trilha.
  2. Para curtir a Feira de rua em Usaquén (somente aos domingos), é só chegar.
  3. Ninguém cobra para jogar Tejo, o esporte nacional da Colômbia iniciado há mais de 500 anos pelo povo Muisca, em vários pontos do bairro San Felipe.

Passeios e excursões de turismo na Colômbia

Para quem viajar por conta própria, o melhor jeito de reservar é por empresas que vendem passeios garantidos e sem taxas de reserva ou cobranças ocultas. Trabalho e recomendo estas duas:

Get Your Guide é uma agência de viagens online, com sede em Berlim, atuando desde 2009.

Civitatis é uma empresa espanhola fundada em 2008. A vantagem para brasileiros é fazer o pagamento em reais em até 12x sem pagar IOF, desde que a reserva seja feita ainda no Brasil, e maior quantidade de guias falando português. Na última viagem contratei estes tours:

Para quem prefere um agente de viagens cuidado de todos os detalhes, o meu roteiro por Meta e Cundinamarca foi organizado pela empresa local Monte Adentro, em inglês e espanhol. Ou pode deixar o seu contato no botão abaixo para o meu agente, falando português e aqui no Brasil, entre em contato com você.

Inscrição para participar da viagem

Mapa da Colômbia

Quando ir para turismo na Colômbia

De dezembro a fevereiro será alta temporada na Cordilheira dos Andes (incluí Bogotá) e Caribe Colombiano trazendo preços elevados e muitos turistas. As chuvas caem em Bogotá, Medellín e Cali nos meses de abril a maio, quando também alcança Cartagena e tende a piorar até novembro por todo o Caribe. Porém, peguei clima bom com poucas nuvens durante todo o meu roteiro entre junho e julho.

Clima e o que levar

Na maior parte do território, o clima é tropical e faz calor o ano todo. A exceção é Bogotá e locais na Cordilheira dos Andes e Cordilheira Oriental, onde faz frio devido à altitude. Mas o sol pode esquentar a qualquer hora do dia, o ideal é se vestir em camada com uma jaqueta quente e roupas leves.

Dados de internet

Desapegue-se da internet fora das grandes cidades! Bastava pegar a estrada ou estar em municípios do interior para ficar sem sinal, aconteceu comigo e com todas as pessoas com que falei. Alguns usavam Claro, outros Tingo (a pior) e Moviestar, essa última é a mesma do meu Vivo Travel que funcionou bem somente em Bogotá, Medellín e Santa Marta. Os serviços da Easysim4U e Holafly, talvez seja uma boa solução por usarem as melhores redes de cada local, principalmente quem viaja por mais países e adquire o plano América Latina.

Como chegar

O Aeroporto Internacional El Dorado, em Bogotá, é a principal porta de entrada para viajantes brasileiros, com voos direto de algumas cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. A partir dali o melhor é chamar transporte por aplicativo ou contratar um traslado. Lembrando que Uber não é legalizado no país, no aplicativo aparece opção táxi amarelo e carro branco, escolha o amarelo para usar um serviço amparado pelo governo (faz diferença em caso de acidentes ou intercorrências).

Táxi oficial no aeroporto de Bogotá
Táxi oficial no aeroporto de Bogotá

Não pegue qualquer motorista no aeroporto. Procure a fila dos táxis oficiais, são amarelos e ficam juntos no mesmo lugar, no primeiro piso. Se pedir Uber normal, suba no desembarque do segundo piso, eles não podem parar em outro lugar.

Como circular

Para se localizar, os colombianos usam muito as palavras oriente e ocidente como nós usamos leste e oeste, as calles seguem essa direção, enquanto as carreras são as transversais. Tirando Cartagena, todas as ruas do país utilizam sistema numérico de endereços. A orientação é uma série de números que não faz sentido no primeiro momento, mas é lógico e exato. Por exemplo, quando diz Calle 15 n.º 12-40 significa que a propriedade está a 40 metros da esquina com a transversal 12, na rua 15. Até aprender, sugiro anotar o endereço e mostrar para o motorista, ele vai saber exatamente onde ir.

Em geral, toda a Colômbia, cidades ou estradas têm problemas de tráfego no trânsito, é preciso sair cedo. Uber, por exemplo, no aplicativo marca chegada em 3 minutos, daí muda para 5, para 10, para 2, enfim, quando dizia 3 minutos, levava ao menos 15 para me pegar.

Transporte público em Bogotá e Medellín

O TransMilenio é o principal sistema de transporte em Bogotá, achei eficiente e acessível por circular em corredores exclusivos e combinar com outros sistemas como ônibus comum e teleférico. Exige uma tarjeta, que pode ser comprada em qualquer estação do sistema e carregada com créditos. Para não se perder na capital, basta olhar para as montanhas e retomar a direção, mas só funciona durante o dia e obviamente eu me perdia todas as noites na hora de voltar para a hospedagem. E aí tem um problema, os ônibus não podem parar em todas as paradas, e se passa, pode rodar mais de um quilômetro até a próxima. Pessoalmente, precisaria de mais semanas circulando para entender esse processo.

Teleférico sobre favela que virou turismo na Colômbia. Dia nublado.
MetroCable de Medellín

Medelllín foi outro local que circulei perfeitamente adquirindo uma tarjeta do sistema integrado de transporte. É a única cidade da Colômbia que possui metrô, mas também têm Metroplus, Tranvía e Metrocable, esse último pensando para as pessoas que moram nas comunas (favelas) e viraram um excelente e seguro meio de transporte para turistas. Táxi, só se for para o aeroporto, para todos os outros lugares, transporte público é o mais rápido e eficiente. Um pouco mais caro que Bogotá, mas bem melhor. E se não usar todos os créditos, faça como eu, perguntei no hostel se alguém queria comprar com desconto e foi fácil recuperar o valor investido.

Idioma e curiosidades

O idioma oficial é espanhol, no entanto, algumas regiões falam línguas indígenas, crioulo e inglês.

Mesa de madeira com bandeija redonda serve café acompanhado de bolo de banana e muffin.
Café colombiano premium

Algo que me chamou muito atenção foi a quantidade de cachorros de rua por todos os lugares. Além das calçadas, estão no interior de restaurantes, lojas e serviços variados, sendo bem cuidados pelos proprietários e funcionários. Ficam ali circulando livremente e nos olhando com cara de pedinte.

O café colombiano é maravilhoso e um dos motivos é a colheita ser 100% manual, selecionada fruto a fruto. Eles exportam e muito sua produção, mas os cafés de qualidade também ficam no país para os colombianos e nós, turistas, apreciarmos por um preço justo. Inclusive, a UNESCO reconhece a região cafeeira colombiana como Patrimônio da Humanidade.

É seguro viajar para a Colômbia?

A Colômbia tem um índice de criminalidade relativamente alto, mas não pior que o Brasil. O tempo das guerrilhas já passou, a violência pelo tráfico de drogas, continua. Portanto, é importante tomar precauções básicas de segurança, como evitar andar sozinho à noite, se informar sobre os bairros antes de visitar e estar atento aos seus pertences em determinados lugares.

Durante o dia caminhei sozinha sem problemas nos centros históricos e comerciais de Bogotá, Medellín (já foi considerada a cidade mais violenta do mundo e está muito melhor atualmente) e Santa Marta. Viajei em grupo pelos estados de Cundinamarca e Meta (onde a guerrilha mantinha seus reféns na selva) e não senti insegurança em 2023, assim como foi na viagem só de mulheres para as ilhas do arquipélago de San Andrés, Providência e Santa Catalina anos atrás.

Guarda-chuvas coloridos e com luzes em rua com bandeiras, bares e muitas pessoas fazendo  turismo na Colômbia.
Centro histórico de Santa Marta

Gostou da informação e quer ver mais? Então, acesse o Google Notícias, selecione a opção “✩ Seguir” e não perca mais nenhuma novidade do Territórios no seu celular!

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, dados de internet e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Por onde começar a planejar a viagem

  1. Se já sabe, se inscreva dizendo para onde será a próxima viagem e receba dicas exclusivas por e-mail.
  2. Quando a data estiver definida, pesquise as passagens áreas ou aluguel de carro. Mas antes de finalizar a compra, faça o seguro viagem quase simultaneamente para ter eventuais cancelamentos cobertos, além de assistência médica e perda de bagagem.
    2.1 Avalie levar dados de internet e vá comprando a moeda aos poucos.
  3. Então monte o roteiro e vá fazendo as reservas de hospedagem e passeios conforme o tempo disponível.
  4. Sem tempo para pesquisar? Clica no botão e preencha o formulário para entrarmos em contato com uma solução para você.
Inscrição para participar da viagem

A seguir deixo mais links sobre essa mesma região ou experiência.

^ Voltar início ^

Você está em INICIAL » EXPERIÊNCIAS » ROTEIRO » Turismo na Colômbia: dicas aos viajantes
Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 16 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

Write A Comment