coronavírus e viagens

Coronavírus e viagens


Sabemos que tudo mudou e continua alterando rapidamente quando o tema é coronavírus e viagens, portanto, peço sua compreensão se algum conteúdo estiver desatualizado. Estou fazendo o possível para reunir informações úteis nessa página e a editando constantemente. Inclusive, você pode colaborar deixando algo nos comentários.

Aqui no Territórios, nossa prioridade é fornecer aos leitores as informações necessárias para tomar decisões sobre viagens, além de inspiração e conhecimento. Embora a vontade seja diferente, este não é o melhor momento para turismo presencial, apenas viagens essenciais são recomendadas. É importante considerar que alguns destinos podem barrar a sua entrada, obrigar a quarentena ou não ter os serviços necessários funcionando. Informe-se com as autoridades locais antes de partir e siga as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Em breve, eu mesma vou pegar a estrada de novo e relatar por aqui como está sendo a retomada e quais lugares realmente são seguros.

Por enquanto, pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco explorando os 14 anos de relatos e dicas de viagem por aqui.

Coronavírus e viagens: índice

Quando será seguro viajar de novo?

No Brasil, ainda não há respostas enquanto o número de infectados e mortos continuar crescente ou instável. No mundo, alguns países estão liberando viagens domésticas por terem alcançado um maior controle da contaminação do Covid-19, enquanto outros já estão abrindo fronteiras para não perder a alta temporada de verão. Resta-nos acompanhar os erros e acertos para replicar por aqui o melhor possível.

Turismo é um dos setores mais afetados pela crise do coronavírus. Foi o primeiro a ser impactado globalmente e deve ser o último a ser retomado. Pelo menos as viagens internacionais, as nacionais vão começar pelo turismo dentro da própria cidade, na região e no Estado assim que a população se sentir segura para voltar a sair de casa e tiver condições financeiras para isso. Mesmo assim, a vontade de viajar é grande e talvez seja mais intensa para recompensar os meses sem essa escolha.

Sugiro pensar em viagens pelo Brasil com atividades na natureza, transporte arejado e perto de casa ou algo possível em uma viagem de carro. 

^ Voltar início ^

Devo aproveitar as promoções atuais?

Os preços, vouchers e facilidade de alterações de datas andam tentadores, mas tenha certeza de ler as letras miúdas e avalie, afinal outros fatores aquém da vontade de quem esta vendendo podem frustrar seus planos. Os riscos dos serviços contratados continuarem funcionando e o destino escolhido permanecer seguro são altos. Portanto, adquira produtos de empresas de sua confiança.

^ Voltar início ^

Devo cancelar as viagens programadas?

Eu e os viajantes do Territórios cancelamos todas as viagens para 2020 e deixamos em aberto o que foi possível. Conseguimos negociações com todos os fornecedores e estamos aguardando tanto reembolso de alguns aéreos (conforme MP 948) como a segurança para refazer os roteiros. Por outro lado, minha mãe ficou na Austrália com meu irmão (ele cidadão australiano e ela com visto de turista) e estamos aprendendo a lidar com o ônus e bônus de não deixar ela voltar em maio conforme o previsto da viagem de 3 meses.

Leia o texto com as dicas para cancelar ou adiar e escute a entrevista feita pelo jornalista Luciano Nagel com o advogado especialista em direito do consumidor Dr. Guilherme Becker.

^ Voltar início ^

Estou no exterior como turista, o que fazer?

O governo criou uma página para monitorar quem está nessa situação e já e fez alguns resgates. Conforme a situação do país e sua estrutura financeira, talvez seja melhor ficar onde esta, afinal, as Américas estão na fase crítica agora. No caso da minha mãe, achamos que ela esta mais segura na casa do filho na Austrália onde houve 100 mortes ao total e o vírus não está mais circulando. 

Para ela ficar legalmente, foi preciso pagar uma multa (A$ 400) por permanecer no país além dos 3 meses previstos no visto e renovar o seguro viagem. Renovar o seguro foi o mais complicado porque as empresas não estão incluindo casos de coronavírus desde que foi decretada pandemia e aumentaram o valor em 1000%. Até maio, apenas Assist Card aceitou emitir o seguro com o passageiro já fora do país. Mas cada território tem suas próprias regras, entre em contato com as autoridades locais para confirmar o seu caso.

^ Voltar início ^

Como se prevenir do coronavírus?

As tarefas são simples e recomendadas desde antes da pandemia:

  • Lavar as mãos com frequência. Use sabão e água ou um álcool gel 70% .
  • Cobrir o nariz e a boca com o cotovelo dobrado ou um tecido ao tossir ou espirrar.
  • Não tocar nos olhos, no nariz ou na boca.
  • Ficar em casa se sentir indisposto. Se precisar sair, use máscara cobrindo boca e nariz e evite aglomerações.
  • Não compartilhar objetos pessoais como copos, chimarrão e talheres.
  • Mantenha os ambientes bem ventilados
Coronavírus e viagens

Estas foram reforçadas conforme a situação da região onde se encontra:

  • Usar máscara conforme os decretos municipais e estaduais. Siga as instruções de sua autoridade de saúde local.
  • Praticar isolamento social. Mantenha uma distância segura das pessoas, principalmente se estiver tossindo ou espirrando.
  • Evitar ir desnecessariamente a clínicas ou hospitais para permitir que os sistemas de saúde operem com mais eficiência e diminuir o risco de ser contaminado nesses locais. Se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar, procure assistência médica.

^ Voltar início ^

Como ajudar no combate do coronavírus?

  1. Seguir as instruções de prevenção acima é uma grande ajuda para todos nós. 
  2. Consumir dos pequenos negócios locais colabora para não quebrarem.
  3. Várias campanhas estão surgindo para ajudar os mais necessitados, informe-se para saber se os organizadores são de confiança e a verba investida de forma correta.

^ Voltar início ^

Casos de coronavírus no Brasil

Esta página do Google atualiza os números oficiais de cada estado quase em tempo real. Nela podemos ver as regiões menos afetadas como Sul e Centro-oeste. Porém, é importante ressaltar as suspeitas de casos de doenças respiratórias não consideradas Covid-19 pela falta de teste, provavelmente entrariam na lista se houvesse a confirmação de dados. O Brasil é um dos países com menor índice de testes realizados por número de habitantes segundo o site Worldometers. Por conta disso, alguns estudos, como os realizados na Universidade Federal de Pelotas, dizem que a quantidade pode ser 12 a 15 vezes maior que o confirmado.

Os estados com poucos casos de doenças respiratórias devem ser os primeiros a retomarem o turismo. Por outro lado, podem não aceitar sua presença conforme seu local de origem e devemos pensar nessa possibilidade antes de planejar uma viagem.

^ Voltar início ^

Fronteiras do Brasil

Conto quais países fazem fronteira com o Brasil e atualizo com novas informações que chegam sobre fechamento e abertura no link.

^ Voltar início ^

Quais são as restrições de cada país?

As proibições e restrições de viagens estão mudando a todo momento, portanto, acesse informações completas e atualizadas no site IATA (em inglês) clicando no mapa. 

^ Voltar início ^

Onde encontrar informações oficiais?

Como noticiado no último final de semana, o Ministério da Saúde do Brasil não está apresentado dados confiáveis e retirou várias informações do site. A medida forçou importantes recursos de contagem globais da contaminação a não incluírem o Brasil nos dados oficiais gerando notícias internacionais negativas. Para contornar essa situação, surgiram iniciativas independentes consolidando informações divulgadas pelas secretarias estaduais e municipais de saúde:

© Todos os direitos reservados. Imagem destaqu de Engin Akyurt por Pixabay.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta