Tour e almoço harmonizado em Clos Apalta, uma das casas Lapostolle


Concluí mais um item da minha lista de coisas a fazer pelo mundo na última viagem: visitar uma vinícola chilena. E, depois de algumas visitas ao país, a espera valeu a pena por sair dos roteiros tradicionais e experimentar os sabores de Clos Apalta, no Vale de Colchagua. Região escolhida por franceses para criar vinhos orgânicos e biodinâmicos da Lapostolle.

Francesa na essência, chilena no nascimento é o slogan da empresa produtora de alguns dos melhores vinhos finos do Chile. Lapostolle foi fundada em 1994 pela família Marnier Lapostolle, os mesmos do licor francês Grand Marnier, e vem ganhando prêmios e conquistando fãs com um trabalho combinando sustentabilidade e sofisticação.

Guia Chile de Carro em PDF pode ser lido em múltiplas plataformas como TV, computador, tablet e celular
Esta experiência também está no guia Chile de Carro

Atenção! Chile está fechado para turismo.

Leia todos os artigos sobre o Chile

Veja onde nos hospedamos

Agende tours, transfers e ingressos online

Seguro viagem com cobertura Covid-19 é obrigatório

O trabalho artesanal feito pelas mulheres é exibido nas paredes da vinícola Lapostolle
O trabalho artesanal feito pelas mulheres é exibido nas paredes

Oferecer vinhos biodinâmicos e orgânicos significa conectar a fazenda ao ritmo da natureza ao redor. A cultura biodinâmica preserva e aumenta a conexão da uva com o local e assim o vinho expressa melhor a alma de onde nasceu. E este aspecto é notado desde a arquitetura até o paladar, passando pela produção artesanal. Em época de colheita, o trabalho é totalmente manual feito por mulheres; a casca da uva vai pra compostagem e volta para o solo como adubo; a água é tratada de forma biológica para voltar a ser limpa; os gastos de energia são minimizados pelo uso da gravidade na cave e diversas outras práticas são utilizadas buscando harmonia em todos os sentidos.

O ovo na decoração Lapostolle representa a perfeição biodinâmica
O ovo na decoração representa a perfeição biodinâmica

Passei dois dias hospedada com vista para os vinhedos, excelência em gastronomia e uma série de atividades aproveitando o cenário e o mundo dos vinhos. E agora vou contar como foi o tour pela vinícola com almoço harmonizado, passeio disponível para hóspedes ou quem só tem um pedaço do dia. Pode fazer apenas o tour ou passar na loja, mas incluir lindos pratos acompanhados pelo vinho mais apropriado, faz toda a diferença.

Cacho de uva que restou da última colheita Lapostolle
Cacho de uva que restou da última colheita

Estar no Vale de Colchagua é garantia de belas paisagens e a experiência se intensifica aos cruzar os portões de Clos Apalta. Os cenários geralmente exibidos nas propagandas são de parreiras carregadas de uvas prontas para serem colhidas (outono), mas no inverno poucos cachos pequenos ou murchos mostram beleza no estilo natureza morta. Apenas para contextualizar a arte porque em seguida a vida desabrocha pra completar o seu círculo nas próximas estações.

Caminhando pelas vinhas no inverno
Caminhando pelas vinhas no inverno

Passando as vinhas, avistámos um enorme barril estilizado onde todo o processo acontece. E escondido entre as rochas profundas, seis andares para as bebidas descansarem, incluindo a maravilhosa cave particular da família. O tour com explicações detalhadas leva pouco mais de uma hora ali dentro e termina com degustação das melhores garrafas.

Barril no alto da paisagem fica em cima da cave Lapostolle
Barril no alto da paisagem fica em cima da cave

Clos Apalta é o queridinho e faz jus a todo mérito, a safra 2015 foi eleita número 1 entre os Top 100 da revista Wine Spector. E aqui quem escreve é apenas uma apreciadora que vem evoluindo no prazer de degustar bons vinhos. Por isso, não vou arriscar a discorrer sobre cada um dos meus favoritos, apenas cito além do Clos Apalta 2012: Cuvée Alexandre Merlot ou Syrah e Casa Sauvignon Blanc.

Vinhos Lapostolle servidos na degustação
Vinhos servidos na degustação

No almoço são servidos aperitivo, entrada, prato principal e sobremesa ressaltando os sabores naturais do Chile com produtos frescos regionais ou da horta cultivada ali mesmo. Saboreando pratos bem apresentados saímos satisfeitos e impressionados com o conjunto ambiente, sabor e serviços.

Tártar de camarão, maçã e noz sobre salada de cenoura e gengibre, folhas da horta e balsâmico
Tártar de camarão, maçã e noz sobre salada de cenoura e gengibre, folhas da horta e balsâmico
Corvina do pacífico som salsa e queijo de cabra, molho beurre branco de limão com quinúa e vegetais orgânicos
Corvina do pacífico som salsa e queijo de cabra, molho beurre branco de limão com quinúa e vegetais orgânicos
Peras pochadas em Merlot com sorvete de ameixa caseiro e molho de berries
Peras pochadas em Merlot com sorvete de ameixa caseiro e molho de berries
Nosso almoço na sala de jantar
Nosso almoço na sala de jantar
Vinha centenária
Vinha centenária

O melhor dos dois mundos em Lapostolle

Na verdade, os melhores vinhos chilenos são de mudas francesas trazidas em 1830. Protegidas pelo Oceano Pacífico e Cordilheira dos Andes, encontraram um refúgio para sobreviver as pestes responsáveis por aniquilar vinhas no mundo todo. E claro, Lapostolle tem o maior orgulho em exibir suas árvores centenárias.


seu vinho Lapostolle

+Monte o seu vinho e aprenda a fazer Pisco Sour

Tome Nota

As visitas guiadas acontecem 10h30 e 16h de segunda a sábado e somente pela manhã aos domingos. Podem ser privadas ou junto com outros visitantes e a opção para almoçar deve ser selecionada na reserva.

Acesse o site para reservar e ver valores.
Como chegar: Clos Apalta fica 182 quilômetros ao sul de Santiago pela Rota do Vinho. É possível chegar de trem, conforme outras turistas falaram, mas precisa passar o dia todo lá. O melhor pela independência é alugar um carro ou tentar o Uber. Os transportes oferecidos por agências são caríssimos. Consulte opções na Rental Cars e veja o mapa com explicações do caminho no site acima. Saiba quais os documentos necessários para dirigir no Chile

Conto aqui como foi se sentir em casa em uma das quatro cabanas disponíveis neste cenário e conceito Relais & Chateaux.

siga @territorios no Instagram

Já segue @territorios no Instagram?

Mais fotos da vinícola Clos Apalta Lapostolle:

Nós em cima da cave Lapostolle
Nós em cima da cave

#JustFunChile é um projeto de Territórios e As Peripécias de uma Flor. Contamos com o apoio de hotéis e empresas locais, inclusive para este passeio.

Fotos de Roberta Martins, Gardênia Rogatto e Thais Towersey.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Você está em INICIAL » CHILE » SANTA CRUZ » Tour e almoço harmonizado em Clos Apalta, uma das casas Lapostolle
Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 15 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

Deixe seu recado, escreva algo

Chile aberto para brasileiros Rotas para voar no RS agosto