Fiz um mochilão de trinta dias passando por dezenove localidades em quatro estados da Austrália. Comprei a passagem para Sydney e tinha cinco meses para planejar tudo. Comecei vendo o que gostaria de conhecer, mas são tantas opções que foi uma escolha difícil. Como meu irmão mora em Perth, 5 mil quilômetros de Sydney, defini como parada obrigatória nos últimos dias e fui pesquisando o que visitaria no caminho.

Read in English

Atenção! Austrália não está permitindo a entrada de estrangeiros no país até 2021. Apenas residentes da Nova Zelândia conseguem entrar com restrições. 

Nota do editor: Este não é o melhor momento de viajar para fora do Brasil, mas pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco!

Leia todos os artigos sobre a Austrália

Saiba onde nos hospedamos

As estradas da Austrália são ótimas para alugar carro

Use a Get Your Guide para agendar passeios e transfers ou saiba como funciona

Austrália de leste a oeste
Austrália de leste a oeste

Para organizar algo nesse estilo, sugiro definir o perfil da viagem, o objetivo em cada lugar, o transporte e pesquisar informações sobre cultura, clima, gastos, o que tem para fazer ou o que achar interessante. Mas deixe o seu roteiro aberto, imprevistos bons ou ruins podem ocorrer e saber aproveitar depende de como você encara isso. Conhecer previamente como o país funciona pode evitar problemas ou ajudar a resolvê-los de forma mais rápida.

Preparativos para um mochilão pela Austrália

Fora as cidades do leste, as informações em português são escassas na internet, portanto, aproveite tudo o que estou postando no Territórios. Sobre o Outback até tem, mas as opções de passeios são caríssimas e desanimam quem quer aproveitar tudo e economizar. Depois de muita pesquisa, encontrei uma boa opção para o Northern Territtory e nenhuma para a Western Austrália. Foi o único pacote que comprei com antecedência, o resto foi na hora. Contudo, em Cairns eu também deveria ter reservado o primeiro passeio, pois chegamos pela manhã e lá tudo começa bem cedo. Às 9h só tinha uma opção que não era a mais econômica. Quem sabe dirigir na esquerda não precisa se preocupar com pacotes e economiza muito alugando um carro. Pesquise preços e faça a reserva na Rental Cars.

Trilha no calor do deserto
Trilha no calor do deserto

Outro detalhe vital é a BAGAGEM. Austrália é ensolarada e convida a viver ao ar livre, mas também faz frio, dá para pegar praia em alguns lugares, esquiar e fazer trilha em outros, além de curtir a vida social e cultural das cidades. Circular por vários destinos implica em levar coisas práticas.

Mochila nos passeios urbanos
Mochila nos passeios urbanos

Pense em roupas para uma semana, não importa quanto tempo a viagem vai durar, enjoou, compre roupas novas e doe as velhas. Lavanderia uma vez por semana é melhor que o peso. Leve o básico e escolha frascos pequenos para os produtos de higiene. Divida em kits para facilitar na hora de carregar e utilizar. Eu prefiro usar mochila, tenho uma de 50 litros e outra pequena para o dia-a-dia. Documentos, reservas e o meu roteiro personalizado levei tudo impresso e com cópias digitais no e-mail.

O que levar

Depende do perfil da sua viagem, mas não pode faltar na viagem para a Austrália:
– Adaptador de tomada – lá  é 240V, se não tiver um universal, compre assim que chegar.
– Celular desbloqueado (saiba como ficar conectado)
– Corta vento impermeável (roupas para o Outback)
– Calçados confortáveis
– Visto
Passaporte
Carteira de vacina da febre amarela
Cartões de crédito e pré-pago
– Canivete

Tudo pronto, despachei 12 kg e levei mais alguns na mão. Comecei a viagem virando a noite no Aeroporto de Buenos Aires. Encontrei free wifi em um restaurante do segundo andar com medias lunas maravilhosas, café e chimarrão. Não quis dormir por causa do JET LAG, em Sydney são 13 horas a mais. É literalmente trocar o dia pela noite.

Deu certo! Dormi no voo, cheguei no final de tarde cansada e fui para a cama cedo, no Brasil seria como deitar 9 horas da manhã. No dia seguinte acordei 8 horas e consegui aproveitar bem o dia.

Atualizando o site no aeroporto de Buenos Aires
Atualizando o site no aeroporto de Buenos Aires
receba dicas da Austrália por e-mail

Tome Nota: Preparativos para um mochilão na Austrália

Visto: fiz com a Information Planet na primeira vez e custou R$ 433,00 em 2011. Bem chatinho de fazer, tem que comprovar renda, escrever carta, preencher um longo formulário, entre outras coisas.
O leitor Cadu deu a dica de seguir o roteiro do site da Embaixada da Austrália no Brasil para gastar menos. De tempos em tempos ocorrem mudanças nos valores e formas de tirar o visto, na última solicitação, em 2020, fiz o visto eletrônico pagando cerca de 100 dólares australianos. O melhor é confirmar as opções atuais no site da Embaixada antes de procurar uma agência.

Transporte aéreo interno: compre as passagens com antecedência e consiga boas promoções.

Transporte terrestre e marítimo urbano: verifique os passes em cada cidade.

Onde ir na Austrália: comece pelo Índice de posts desta viagem.

Guia de viagem sobre a Oceania

15 experiências sensacionais em 36 páginas cheias de dicas, vivências e fotos. Tudo vivido e relatado por quatro viajantes em épocas diferentes. Adquira o pdf Grandes Experiências Oceania aqui. >>

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Author Roberta Martins

Comunicadora, criadora de conteúdo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 14 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora.

7 Comentários

    • Destino é Austrália? se for Perth, onde fui agora em novembro, a média fica em 50 dólares por dia no modo econômico. Se alugar um carro, ficar em hostel e fazer a própria comida. Se contratar passeios e ficar em hotel fica umas 4 x mais

  1. Excelentes dicas para quem pensa em viajar, ainda mais chegando perto do fim de ano.

    Parabéns.

  2. Dica para as pessoas que ainda não têm visto: não precisa gastar tudo isso com visto. Se for somente turismo, siga o roteiro do site da embaixada australiana, emita um cheque jurídico no valor de R$ 193,00 (procure seu banco para isso) e mande via Sedex. O meu saiu em 4 dias úteis.

    Abs !
    Cadu.
    [email protected]

  3. Gabriel Sehn Silva Responder

    Nossa, que caminho longo! Também estou planejando um mochilao, mas pela Europa em Fevereiro. Continentes diferentes, mas dá pra aproveitar umas dicas. Valeu!

Deixe seu recado, escreva algo

Pin It