Alguns passeios simples e imperdíveis para aproveitar a capital da Western Australia. 10 dicas do que ver, fazer e experimentar na cidade e arredores. Must see Perth!

Atenção! Austrália não está permitindo a entrada de estrangeiros no país até 2021. Apenas residentes da Nova Zelândia conseguem entrar com restrições. 

Nota do editor: Este não é o melhor momento de viajar para fora do Brasil, mas pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco!

Leia todos os artigos sobre a Austrália

Saiba onde nos hospedamos

As estradas da Austrália são ótimas para alugar carro

Use a Get Your Guide para agendar passeios e transfers ou saiba como funciona

Perth

Por Juliana Gadret ℹ︎

As opiniões expressas pelos viajantes colaboradores são próprias e nem sempre refletem o pensamento do Territórios. Conheça a autora ou deixe um comentário.

Acesso rápido: Dicas | Transporte | Tours | Por onde começar

Kings Park
Kings Park

1. Fazer um piquenique no King’s Park e passear pelo Botanical Garden

O parque mais conhecido de Perth merece a fama que tem, vale à pena dar uma passeada por lá. Perca tempo curtindo a vista maravilhosa, tomando um café ou fazendo um piquenique. No jardim botânico, faça uma trilha explorando as vistas e a natureza perfeita. A primavera (setembro – novembro) é a época mais linda de visitar o lugar, quando também acontece o Wild Flowers Festival. A Austrália Ocidental é conhecida como o lugar que tem a maior diversidade de flores silvestres da terra e muitas delas podem ser vistas nos jardins do parque. Diariamente são realizadas visitas guiadas gratuitas contando a história e também trilhas a pé pelas flores silvestres.

Também é possível fazer aboriginal tours (o parque é um lugar sagrado para os aborígenes, palco de muitos acontecimentos importantes para este povo). Estes passeios devem ser reservados com alguma antecedência e são pagos, a partir de $25 para adultos. As reservas são feitas na Aboriginal Art Gallery, dentro do próprio parque.

O transporte público é gratuito a partir do centro até a entrada do parque. Quem não gosta de caminhar, o tour guiado com Segway é uma opção dentro do parque.

Rio Swan contorna Perth
Rio Swan

2. Caminhar ou andar de bicicleta pela beira do Rio Swan

O Rio Swan é enorme e corta grande parte da cidade. Uma caminhada ou um passeio de bicicleta são maneiras muito agradáveis de conhecer a região, ou simplesmente passar bons momentos curtindo a vista e o entorno. Sugiro começar ao redor da Bells Tower, perto da Esplanade e ir circundando o rio e entrando nos parques que se estendem no caminho. Fazer isto a tardinha é um ótimo programa, complementando o final com uma parada em um dos barzinhos ao redor da torre para tomar uma Ginger Beer (cerveja feita de gengibre, bem australiano). Para os sedentários, existe tour guiado em Segway na Esplanade.

Churrasqueira pública nos parques públicos de Perth
Churrasqueira pública
receba dicas da Austrália por e-mail

3. Fazer um churrasco em algum parque público

A grande maioria dos parques tem churrasqueiras públicas (elétricas) e mesas a disposição, sem nenhum custo para usá-las. De quebra, desfrute ainda de uma sombra deliciosa e de uma vista privilegiada do rio. Sugestões de lugares: King’s Park (churrasqueiras muito concorridas), Scarborough Beach (churrasqueiras na beira da praia!), Hide Park (fora do centro, mas um parque lindo e santuário de pássaros) ou Victoria Park, na beira do sul do Rio Swan.

4. Assistir a um filme em um cinema ao ar livre

Assistir a filmes ao ar livre faz parte da cultura da cidade e  uma programação bem conveniente com as altas temperaturas do verão. Durante o ano inteiro, a Northbridge Piazza passa filmes, jogos e shows de graça, a programação varia de acordo com a época. Os filmes normalmente são clássicos antigos (à noite) ou animações, de dia, nos finais de semana. Durante o verão (de dezembro a março) o Moonlight Cinema, no Kings Park, funciona nos jardins do parque, ao ar livre, com filmes atualíssimos. Leve o seu picnic rug e um lanche, ou compre uma pipoca no restaurante do parque. Preços entre $14 e $18 por pessoa.

Cottesloe, praia em Perth
Cottesloe
Nós no Kings Park+ Saiba como é morar nessa cidade

5. Mergulhar em umas das praias cristalinas de Perth

Perth é conhecida pelas praias de areias brancas e águas cristalinas. Dê um mergulho e gaste um tempo em Scarborough Beach ou Cottesloe, as praias mais famosas da cidade. Se estiver de bike, o caminho Cottelsloe-Fremantle é lindo de percorrer à tardinha. Outra opção é fazer um passeio a Rottnest Island, uma reserva natural pertinho de Perth, com acesso a partir de Ferry Boats que partem de quiosques ao redor do Rio Swan (próximo a Bells Tower) ou de Fremantle. É possível dormir na ilha ou fazer um passeio diário.

Open Theater na Scarborough Beach, em Perth
Open Theater na Scarborough Beach

6. Ver o pôr do sol em Scarborough Beach ou Cottesloe

Ver o pôr do sol em alguns destes lugares é realmente muito especial. As duas praias tem terraços com grama, onde é possível sentar confortavelmente em um lugar privilegiadíssimo para assistir este espetáculo da natureza. No inverno, o sol se põe entre 17h30 e 18h00 horas e no verão, entre 19h30 e 20h00 horas.

Arquitetura em Fremantle
Arquitetura em Fremantle

7. Passar um dia (ou pelo menos uma tarde) em Fremantle

Fremantle é um charme com sua arquitetura extremamente preservada, pubs, cafés e restaurantes espalhados ao redor do porto onde iniciou a ocupação de Perth. E também a cidade das artes, com galerias, exposições e eventos o ano inteiro. Lojas cool complementam o local. Experimente um fish and chips em algum restaurante do Porto, ou churros  nas deliciosas chocolaterias do centro. Acesso por metrô.

8. Ir a um Pub nos bairros de Northbridge ou Leederville

Não saia da cidade sem passar nos pubs de Northbridge e Leederville, são os points da noite. A grande maioria tem música ao vivo e não cobra entrada, mas as bebidas são caríssimas. Mas atenção, a vida noturna aqui começa e termina cedo: a maioria dos restaurantes fecha às 23 horas e os pubs às 3 horas. O tour de arte de rua com pub é uma opção divertida para fazer amigos,

Carinho no canguru
Carinho no canguru

9. Ver cangurus e coalas

Se você está na Austrália e, ainda não viu cangurus e coalas, ir ao Cavershawn Wild Life Park é uma oportunidade e tanto. No parque eles são criados soltos e você pode tocar, fazer carinho e alimentá-los. Os cangurus são tão mimosos que parecem cachorrinhos, à procura de carinho.  Já os koalas passam 20 horas por dia dormindo, mas são muito fofos também. Outras 200 espécies e mais de 2000 animais podem ser vistos lá, como diabos da tasmânia, wombats e morcegos que parecem vindos dos filmes. Também e possível andar em camelos, pagando-se taxa extra. O parque fica há 16 km de Perth com acesso através de ônibus, que chega ate um trevo na entrada do parque. De lá pegue um ônibus interno, de graça, para chegar até o interior.

Western Australian Art Gallery, no centro de Perth
Western Australian Art Gallery

10. Conhecer um pouco da cultura aborígene

Vir a Austrália e não aprender  sobre a cultura aborígene é não conhecer o país de verdade. Este povo milenar tem muito a ensinar e mostrar, principalmente sobre sua relação de equilíbrio com a natureza. Sua cultura riquíssima pode ser conhecida através de exposições na Aboriginal Art Gallery, no Kings Park, e na Western Australian Art Gallery, no centro de Perth. Indigenous tours também são um meio de conhecer este povo.

Tome Nota

Transporte: Ônibus (pagos) fazem a linha do centro até Scarborough e para Cottelsloe é possível ir de metrô (eles chamam de train).

Cat é o sistema gratuito na região central. Basta procurar o desenho de um gato nos ônibus que estão circulando. Os mapas com as rotas estão disponíveis nos quiosques de turismo e nas estações de ônibus e de trem.

maior moeda de ouro do mundo+ Conheça a maior moeda de ouro do mundo nessa cidade

^ Voltar início ^

Tours e experiências em Perth

Clique aqui se as imagens não aparecem no seu celular. Será direcionado para site parceiro do Territórios.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Por onde começar a planejar a viagem

  1. Se já sabe, se inscreva dizendo para onde será a próxima viagem e receba dicas exclusivas por e-mail.
  2. Quando a data estiver definida, pesquise as passagens áreas ou aluguel de carro. Mas antes de finalizar a compra, faça o seguro viagem quase simultaneamente para ter eventuais cancelamentos cobertos, além de assistência médica e perda de bagagem.
    2.1 Avalie levar chip de celular e vá comprando a moeda aos poucos.
  3. Então monte o roteiro e vá fazendo as reservas de hospedagem e passeios conforme o tempo disponível.

A seguir deixo mais links sobre essa mesma região ou experiência.

^ Voltar início ^

Guia de viagem sobre a Oceania

15 experiências sensacionais em 36 páginas cheias de dicas, vivências e fotos. Tudo vivido e relatado por quatro viajantes em épocas diferentes. Adquira o PDF Grandes Experiências Oceania aqui. >>

Author Juliana Gadret

É pelotense, arquiteta e doutoranda em urbanismo em Perth, Austrália. Casado com Leandro Martins, mãe do Lucas e Nina, decidiram começar vida nova na Austrália desde 2010. Foram namorados na época da adolescência e se reencontraram 8 anos depois com muitos pontos em comum: o amor da época teen, a paixão por viajar pelo mundo, a sede de conhecimento, a vontade de mudar.

3 Comentários

  1. Juliana Gadret da Silva Responder

    Oi, Kbssa!!

    A cidade e bem linda mesmo, um lugar otimo de se viver! Tenho muita saudades do sul e de voces ai, mas a experiencia de vida esta bem legal, um aprendizado bom, entao estamos felizes… bjsss para ti, tio Neuci e tia Laura. Ju

  2. Lindas fotos, Jú! Cidade parece ótima mesmo! Saudades de Satolep?
    Bjo p/ti e abraço p/Leandro, Kbssa

Deixe seu recado, escreva algo

Chile aberto para brasileiros Rotas para voar no RS agosto