A melhor experiência na região das Cataratas do Iguaçu é, literalmente, mergulhar nas suas quedas. Duas empresas oferecem essa atração, uma em cada país e com algumas diferenças. Conto qual gostei mais entre Macuco e Gran Aventura.

Umidade na lente da câmera no passeio Macuco Safari
Umidade na lente da câmera

Ambas são em bote/lancha inflável, enfrentam a correnteza em direção às cataratas e renovam nossas energias de forma intensa. Tive a oportunidade de experimentar os dois passeios em viagens diferentes e tenho o meu favorito.

Continue a leitura após os serviços recomendados no destino.

Leia todos os artigos sobre o Paraná

AGILIZE SUA VIAGEM
Procurando hotel? Saiba onde nos hospedamos

Contrata passeios em Foz do Iguaçu agora

No passeio Macuco Safari
No passeio Macuco Safari

Macuco x Gran Aventura

Acesso rápido: No Brasil | Na Argentina | Tours | O que levar |

quero dicas do Brasil

Macuco Safari

O Macuco Safari parte do Parque Nacional das Cataratas do Iguaçu e mergulha algumas vezes na mesma queda d’água. Ela é alta e as gotas são grandes e pesadas. Os turistas gritam muito, primeiro em pânico, depois agitados querendo mais. Tem uma névoa densa que deixa tudo molhado e pode estragar câmeras. Eu levei a minha dentro de um saco plástico, dei um nó, sentei em cima e não molhou. Quando o bote parava e o guia dizia que era seguro fotografar, eu tirava do saco e clicava. Depois, muitos me alertaram que eu jamais deveria ter levado, que o normal é estragar o equipamento. Melhor não arriscar, leve uma à prova d’água ou no saco estanque.

Antes de entrar no bote, deixamos tudo o que não podia molhar na área de embarque. Dizem que hoje tem armários com chave, na época, não gostei de deixar tudo ali.

Gran Aventura no lado argentino

O Gran Aventura parte do Parque Nacional del Iguazú, no lado argentino. O trajeto até o primeiro banho é mais curto e muito mais assustador. O Salto San Martín não é alto, mas tem um volume de água que impressiona e deixa quase todos em estado de desespero. O que dura pouco, após tudo ao nosso redor ficar branco e encharcado, a gritaria intensifica e todos querem mais. O bote volta a mergulhar por mais tempo e parte para mais uma queda do outro lado da ilha. A mesma que relatei no parágrafo acima, mas os turistas encaram tudo com alegria, achando que essa seria fichinha depois de enfrentar o Salto San Martin. Acontece que essa é dolorida, as gotas caem forte e chegam a machucar. O bote mergulha duas vezes e volta para o ponto de partida. Ali ainda levamos de brinde uma paisagem incrível.

ENCONTRE HOTEL EM FOZ DO IGUAÇU 

O Salto San Martin visto no final do passeio
O Salto San Martin visto no final do passeio

Entramos no bote com nossas bolsas, eles entregam um saco estanque grande para colocar tudo o que não pode molhar, feche bem e pode confiar que não entra água. Me senti mais segura e, dessa vez, não arrisquei levar a câmera no saco plástico. Como o volume d’água era muito maior teria molhado com certeza.

As duas aventuras são maravilhosas, mas o Gran Aventura vale mais a pena. É mais barato, mais emocionante e contempla as duas quedas. Se o lado argentino não estiver no seu roteiro, não deixe de fazer o Macuco Safari. Essa é a minha opinião, qual é a sua?

Tours e ingressos

^ Voltar início ^

Tome Nota

Leve óculos no rosto para poder abrir os olhos embaixo d’água.

Quem faz o passeio Macuco Safari é a empresa de mesmo nome. Já o Gran Aventura é com a Iguazú Jungle. Hoje os valores são semelhantes, mas tudo pode mudar conforme a economia do país. Leia o relato detalhado do último mergulho em: O banho de cachoeira mais emocionante.

As duas empresas filmam tudo e vendem o dvd.

O Gran Aventura aconteceu durante o BlogturFoz.

Videos editados dos dvd’s fornecidos pelo Macuco Safari, Vision 2000/Iguazú Jungle e dos blogueiros Jonathan Pádua e Daniella Mendes.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Você está em INICIAL » ARGENTINA » PUERTO IGUAZÚ » Macuco x Gran Aventura. Qual o melhor?
Author Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 15 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

12 Comentários

  1. Vou em Agosto 2019, mas seu post me ajudou muito a decidir. Já tinha lido outras pessoas dizerem que o Gran Aventura é um pouco mais emocionante, agora você confirmou rs.
    Parabéns pelo post e obrigada por compartilhas sua experiencia.

  2. Olá…maravilhoso o seu relato. Eu também estava em dúvida com relação a qual escolher, mas agora já sei qual.
    Acho que irei levar uma câmera a prova d’água também.
    Uma dúvida, comprou o ingresso na hora do passeio ou antecipado? Pois procurei no site e parece não haver opção de comprar antecipado.
    Um abraço!

  3. Opa!!!
    Estou indo para lá essa semana, e minha dúvida era exatamente qual dos dois passeios ir.

    Pergunto, no Gran Aventura não tinha um fotógrafo?
    Ouvi dizer que o Macuco tem, aí não precisa molhar a câmera.

    Parabéns pelo blog, muito bom, com todas informações que eu precisava

  4. Oi Roberta, vou pra lá em Maio e acho que vou levar pro passeio só uma câmera compacta à prova d’água, deixando a minha XT1 guardada. É uma pena, pq. a vista parece fantástica!!! No lado argentino eles dão uma bolsa grande, como vc. falou, para guardar. Mas é uma única bolsa pra todo mundo ou são individuais? Vc. levaria uma dslr ou mirrorless para os trechos ‘fora da cachoeira’, digamos assim? Obrigado e parabéns pelo blog!

    • Levei na primeira vez, mas o risco é grande. Na segunda levei uma a prova d’água. Deram um saco estanque individual. Sugiro tirar as fotos durante a trilha e não neste passeio.

Deixe seu recado, escreva algo