Destino: Montevidéu


A capital do Uruguai é nostálgica e ousada; tradicional e descolada; charmosa e antiga; é a casa de um povo com personalidade e muito acolhedor. Entre no ritmo desacelerado da cidade e preste atenção aos detalhes. O melhor são a boa comida e observar a rotina dos uruguaios. Mas sou suspeita para falar por ser da fronteira e compartilhar da mesma cultura, tanto que nem sei dizer o que seria o pior do destino: Montevidéu.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

Leia todos os artigos sobre o país

Nota do editor: aqui no Territórios, nossa prioridade é fornecer aos leitores as informações necessárias para tomar decisões sobre viagens, além de inspiração e conhecimento. Este não é o melhor momento de viajar para fora do Brasil, mas pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco!

Pegue as dicas para viajar de carro ou pesquise o aéreo para Punta ou Montevidéu

Destino: Montevidéu

Acesso rápido: CHEGAR E CIRCULAR | O QUE FAZER | ONDE COMER | QUANDO IR | ONDE FICAR | MAPA | TOURS |  

Achuras, o exótico da parrilla no Destino: Montevidéu
Achuras, o exótico da parrilla

Destino: Montevidéu

Veja abaixo o que precisa saber antes de partir. As informações serão atualizadas sempre que houver novas viagens e posts. Quer enviar a sua dica? Deixe no comentário que atualizaremos com os devidos créditos.

Destino: Montevidéu
 

Como chegar e circular 

Quem chega de avião, as opções são táxi (cerca de 1500 pesos), van (300 pesos por pessoa) ou ônibus (34 pesos) de linha até o centro. Peguei o mais barato e foi muito tranquilo. Passa seguido na frente do aeroporto e leva menos de 1 hora para chegar na Ciudad Vieja. O aeroporto é bonito, moderno e tem wifi grátis com boa conexão.

Partindo de Pelotas, Rio Branco ou Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, tem ônibus confortáveis durante a madrugada. Todos chegam no Terminal 3 Cruces e a dica para economizar é compra a ida e a volta juntos.

Uma opção para ter mais liberdade é viajar de carro desde o Brasil e ir descobrindo as cidades do caminho. Mas atenção às regras, lá a multa é paga na hora ou você e o carro podem ficar presos. É obrigatório fazer a carta verde e levar a autorização do veículo, quando ele não estiver no seu nome.

Embora eu prefira caminhar pelos bairros, é bastante fácil andar de ônibus, em muitas paradas tem uma placa dizendo quais passam por ali e qual o trajeto. Além dos locais serem prestativos e educados na hora de dar a informação. De noite é recomendável e acessível pegar táxi.

 

Mapa de Montevidéu

O que fazer em Montevidéu

Conheça o máximo de restaurantes, cafés e padarias que puder. A carne, o doce de leite e o sorvete estão entre os melhores do mundo como explico no texto Delícias Uruguaias. Passeie pela Rambla e veja o pôr-do-sol; visite as feiras de rua Tristán Navarra e Biaritz; circule nos bairros Punta Carretas, Pocitos, Carrasco, Ciudad Vieja e pela rua 18 de Julio. A maioria dos pontos turísticos e a essência da cidade estão no bairro Ciudad Vieja.

 

Tuize Mendes conta o que fazer e onde comer no post Montevideo para vegetarianos e eu dou dicas para aproveitar o verão em Montevidéu.

  • Lista de restaurantes recomendados

La Fonda
O restaurante foi achado por acaso. Buscava onde almoçar depois das duas da tarde e os belos pratos servidos em mesas na rua me puxaram pra dentro. Um restaurante moderno e aconchegante com massas preparadas na hora e na frente do consumidor. Pratos com ingredientes orgânicos e tempero mediterrâneo, sem servir refrigerante, apenas sucos naturais e água saborizada. Mas cerveja e vinho tem! Ótimo atendimento, sabor e custo benefício. Pagamento somente em dinheiro e aceita reais.
Onde: Perez Catellano, 1442, no mesmo calçadão do Mercado del Puerto.

Parrilla del Solis
A casa oferece um ambiente bonito e agradável. Em frente ao Teatro Solis, na esquina da Bartolomé Mitre, rua de pubs e bares como a Taberna El Pony Pisador. Além dos assados, têm massas, frutos do mar e boa carta de vinhos.
Onde:Bacacay, 1309.

Cabaña Verónica
Uma das boas opções para comer parrilla dentro do Mercado del Puerto. Pode sentar nas mesas ou no balcão para pedir as carnes direto ao assador. Oferece a tradicional Medio y Medio como cortesia para ganhar clientes que acabam por sair satisfeitos.
Onde:Rambla 25 de Agosto de 1825.

La Perdiz
Restaurante famoso pela parrilla, também serve excelentes massas caseiras e frutos do mar. Ambiente bonito e sempre lotado.
Onde: Guipúzcoa, 350. Aberto para o almoço e jantar.

La Pasiva
O fast food presente em quase todos os cantos da cidade. Experimente chivito ou pancho sem medo.

Oro del Rhin
Confeitaria tradicional no centro. Perfeita para o café da manhã ou lanche da tarde.
Onde: na rua Convención, 1403 esquina com Colonia.

 

Restaurante Facal
O estabelecimento funciona da manhã até a noite com cardápio variado. As empanadas e os doces são maravilhosas para fazer uma pausa na caminhada pelo centro.
Onde: Av. 18 de Julio, 1249, em frente à fonte dos cadeados.

Quando ir

Apesar do frio e vento cortante, o inverno é a estação que eu mais gosto de curtir Montevidéu. Tem calefação em todos os ambientes fechados e ninguém tem medo de sair às ruas. A paisagem fica mais bonita com as folhas secas nas árvores, essas formam arcos em diversas vias e o clima convida ao mate ou aconchego dos cafés. Outono e primavera tem temperaturas agradáveis (para quem gosta do frio) e o verão é quente e úmido.

 
Gaúchos caminham e tomam mate no Destino: Montevidéu
Gaúchos caminham e tomam mate

Onde ficar

A maioria dos prédios são antigos, mas estão surgindo novas e modernas opções de hotéis em Montevidéu como Puerto Mercado Hotel (antigo Ak Design Hotel), na Ciudad Vieja. Me hospedei duas vezes e escrevi a resenha neste artigo.

Uma opção para pesquisar hospedagem é o Detecta Hotel, ele compara os preços dos diferentes sites de reserva na mesma tela.

As facturas na vitrine
As facturas na vitrine

Rumo ao litoral, a pedida é Punta del Este, José IgnácioPiriápolis. Dê preferência no verão. Para o outro lado, fica a histórica Colônia de Sacramento, onde tem o ferry para Buenos Aires. Nenhuma é tão perto para um bate e volta sem ser cansativo, vale para conhecer, mas o ideal é se hospedar uns dias.

Outros destinos visitados no Uruguai:

A região de Rocha tem praias agitadas no verão, fortalezas históricas e lagoas com belas paisagens. Lá tem o parque que eu adoro acampar –Parque Santa Teresa, compras nos free shops do Chuy e as descoladas Cabo Polonio e Punta del Diablo.

Rio Branco ou Rivera são cidades de fronteira, destino de compras em free shops, gastronômico e de lazer.

 

Tours bate e volta a partir do destino: Montevidéu

 

 

Aproveite que o Uruguai é um excelente destino para viagens de carro e alugue o seu no site da Rental Cars.

Se prefere ter todo o conteúdo para consultar durante a viagem e ainda ter sugestão de roteiros com mapa interativo detalhado, adquira o guia Uruguai de Carro.

Uruguai de Carro

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

2 comentários

  1. Hola! Explica o detalhe da porta curva. Eh no Palacio Barolo? Bem unico.

    1. Era uma casa comum que encontrei pela rua quando caminhava em direção ao Parque Roldó. Passei por várias portas e janelas lindas nesta caminhada

Deixe uma resposta