Descobri a história do Brasil viajando pra fora


Fui para os Apeninos, na Itália, em busca de trilhas, mas a chuva atrapalhou o roteiro e acabei caindo em Montese. Cidade onde os brasileiros são heróis por terem vencido uma batalha decisiva na Segunda Guerra Mundial. Acabei descobrindo uma parte da história do Brasil por lá.

Atenção! A União Europeia não está permitindo a entrada de turistas provenientes do Brasil.

Leia todos os textos sobre a Itália

Nota do editor: Este não é o melhor momento de viajar para fora do Brasil, mas pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco!

Itália é incrível para viajar de carro. Saiba o que precisa para alugar um no exterior

Agende tours, transfers e ingressos agora ou saiba como funciona

Uniforme da FEB contam a história do Brasil
Uniforme da FEB
O museu fica na Rocca de Montese
O museu fica na Rocca de
Montese
Escultura em homenagem aos brasileiros
Escultura em homenagem aos brasileiros

Eu, que nunca fui ligada em histórias de guerra, inclusive evito as atrações por não ver sentido nessas brigas, confesso que me surpreendi com a descoberta e fiquei orgulhosa desse pedaço da nossa história.

Pedaço da história do Brasil na Itália

Ali e nas cidades nos arredores encontramos homenagens aos brasileiros através de monumentos; o nome da praça mudou para Piazza Brasile e o Museu Histórico de Montese criou uma sala especial contando a participação dos 25 mil brasileiros na Linha Gótica (a última linha de defesa dos aliados nos Apeninos). Foi a única participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) em batalhas nesta Guerra.

Rocca de Montese fica na parte mais alta da cidade
Rocca de Montese fica na parte mais alta da cidade
Mapa e brasões são a história do Brasil na II Guerra Mundial
Mapa e brasões

E como aconteceu?

Os aliados chegaram ao país pela Sicília e avançaram rapidamente até os Montes Apeninos, como era inverno não conseguiram avançar e a região foi destruída durante oito meses de batalha. A guerra saiu dos campos e invadiu as cidades mudando drasticamente a rotina dos locais, eles ficaram sem ter para onde ir encurralados entre as montanhas, os nazistas e os campos minados. Em abril de 1945, a missão de capturar Montese foi entregue à FEB a fim de abrir livre passagem às forças aliadas. Foi então que ocorreu a Batalha de Monte Castello.

Porta de entrada na torre
Porta de entrada na torre
Painel mostra o avanço dos aliados na Itália
Painel mostra o avanço dos aliados na Itália
O grito de guerra significa: Senta o cacete neles!!!
O grito de guerra significa: Senta o cacete neles!!!

Foram 4 dias de batalha sem apoio das forças aliadas, pela primeira e única vez a FEB operou com toda sua equipe até libertarem os Monteses em 14 de abril. Soldados, médicos e enfermeiras lutaram bravamente para libertar um povo amigo em terras desconhecidas tendo a neve, o frio e os nazistas como inimigos. Como resultado, 430 brasileiros mortos (maior número de baixas da FEB) e gratidão italiana que dura até hoje.

Sobre o Museu Histórico de Montese

Localizado numa torre medieval, na parte mais alta da cidade, oferece uma vista privilegiada para quem sobe até o topo. A região montanhosa é tão linda e pacata que é difícil imaginar todo aquele horror exibido no museu.

Sala especial sobre a história do Brasil na II Guerra Mundial
Sala especial sobre a participação brasileira

As fotos mostram um cenário de destruição e os elementos destacam curiosidades como a cobra fumando no brasão da FEB. Eu nunca tinha visto essa imagem e perguntei o que era. A guia explicou que existia a frase: É mais fácil ver cobra fumar que brasileiro entrar em guerra. E por esse motivo o brasão da FEB tem a cobra fumando e alguns cartazes dizem: E a cobra fumou!

O brasão: é mais fácil ver uma cobra fumando do que o Brasil entrar na Guerra
O brasão: é mais fácil ver uma cobra fumando do que o Brasil entrar na Guerra

Outra curiosidade é que pouquíssimos brasileiros visitam os Apeninos e nem devem imaginar que exista esse museu. Viajar por ali é indispensável para quem adora histórias de guerras, natureza e excelente gastronomia.

Tome Nota

Para visitar o Museu Histórico de Montese é preciso agendar visita pelo fone 059.971122. Tem acessibilidade para cadeirantes e fica na Via della Rocca, 291.

Montese esta localizada na província de Modena, próxima à Bolonha, em uma posição elevada e estratégica numa guerra.

Saiba mais sobre essa parte da história do Brasil no Portal FEB. A blogueira Alexandra Aranovich, do Café Viagem, também esteve por lá e achou um especial em vídeo (abaixo) mostrando Montese e a participação dos brasileiros na II Guerra Mundial.

receba dicas da Europa por e-mail

Veja mais fotos do museu:

Vista da Rocca de Montese
Vista da Rocca de Montese

Essa viagem foi patrocinada e fez parte da ação BlogVille Emilia Romagna.

Fotos de Roberta Martins e Leandro Gabrieli.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Você está em INICIAL » ITÁLIA » MONTESE » Descobri a história do Brasil viajando pra fora
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-italia-trem.jpg
Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 15 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

8 Comentários

  1. Pingback: SMOKING SNAKES: A cronologia do Brasil na Segunda Guerra |

  2. Ótima matéria! Também visitei o cemitério Brasileiro em Pistoia, próximo a Firenze.
    Lá também há um museu dedicado aos soldados brasileiros.

    • Roberta Martins Responder

      obrigada Sidnei, é muito legal encontrar lugares assim pelo mundo, Firenze ainda não conheci

  3. Adorei o seu relato! muito esclarecedor do que viu e sentiu por lá. Vou fazer essa viagem pelos Campos dos Pracinhas na Itália em abril de 2018. Estou muito feliz de ter lido o seu relato. me ajudou muito. Abraços.

  4. Muito interessante o relato de sua viagem. É necessário pagar para entrar no museu? Se sim, qual o valor?

    • Oi Suzana, na época fui convidada por ser brasileira e a homenagem era recente, mas o valor era simbólico. Como não tem site, não tenho como informar o preço atual. O contato é via telefone

  5. Pingback: October 9th and 10th, 2013 | Cycling Italy

  6. Katia de Sousa Responder

    Cidade encantadora e acolhedora com uma imensa riqueza histórica. Nosso bairro em Fortaleza no Ceará leva o mesmo nome pelo feito da FEB.

Deixe seu recado, escreva algo