A noite de Barcelona – Diário de intercâmbio 8


Alguns colegas de Madrid vieram passar o final de semana aqui, fizemos muita festa juntos aproveitando a noite de Barcelona. Fomos no OVIEJA NEGRA, uma taberna tradicional, mas não gostei do tratamento, só falavam catalão e quando pedi o menu em espanhol me disseram que aqui não existia comida em espanhol e se eu estava na Catalunia teria que saber catalão. Não gostei, é um bar cheio de turistas não entendo como podem tratar os clientes assim.

A noite de Barcelona

Borrachos
Borrachos

Outro lugar típico e mais simpático é a CHAMPANHARIA, lotada de gente, tomei banhos de champanhe por causa do empurra-empurra, também, comprar uma garrafa de um bom champanhe e mais 2 bocadillos  custa 4 euros, saímos super alegres e cheirando a champanhe. Fomos na boate APOLO, foi legal pelo turma porque música eletrônica todo o tempo não dá.

Champanharia
Champanharia

Durante a semana a rotina continuou com muito trabalho de dia e turismo de noite. O evento com coquetel grátis desta semana foi a inauguração de uma exposição no MUSEU DE ARTES DECORATIVAS que foi bastante interessante. Eram roupas, móveis e objetos com design simples, úteis e criativos.

Na sexta foi a festa de amigo invisible da Vasava, bem diferente porque ninguém sabe quem é seu amigo, deixamos os presentes em uma sacola sem que os outros vissem e depois fomos abrindo pelo nome, muitos aproveitam para sacanear, ganhei uma luminária em forma de aquário com peixinhos que nadam (que meigo, risos), mas não cabe na mala! Acabamos a noite muito alegres na boate RASMATAZZ. Gostei mais que Apollo, tem vários ambientes e muito espaço, os colegas da Vasava preferem música eletrônica, entrei na onda deles. O Dj fazia muito sucesso, ficava num palco no meio de um show de luzes, as pessoas gritavam e pediam autógrafos (em leques espanhóis) como se fosse um cantor famoso. Era um Dj sueco que nunca ouvi falar.

Veja outros posts e leia o que precisa saber para planejar essa viagem em Destino Barcelona

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Roberta Martins

Comunicadora, criadora de conteúdo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 14 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora.

2 Comentários

  1. robertinha, a gabi vai te mandar depois para o endereço do hotmail o nome do teu amigo secreto.

Deixe seu recado, escreva algo

Pin It