Já passei por NYC algumas vezes, nunca fiquei mais do que duas noites. É um destino que merece muito mais do que isso, mas foi assim que se deram minhas visitas, relâmpago como sempre.

Atenção! Turistas provenientes do Brasil são obrigados a fazer quarentena de 14 dias em algum dos países permitidos antes de entrar nos EUA devido à pandemia Covid-19.

Nota do editor: Este não é o melhor momento de viajar para fora do Brasil, mas pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco!

Leia todos os artigos sobre os Estados Unidos
+ Saiba onde nos hospedamos
+ As estradas americanas são ótimas para alugar carro
+ Economize tempo e não pague IOF comprando ingressos na Civitatis ou saiba como funciona

Madison Square, em NYC
Madison Square

As passagens por NYC

Por Augustin Caceres ℹ︎

As opiniões expressas pelos viajantes colaboradores são próprias e nem sempre refletem o pensamento do Territórios. Conheça o autor ou deixe um comentário.

Ground Zero
Ground Zero

A primeira vez foi em 1999 quando fiz uma conexão no aeroporto de Newark, onde tive que ficar esperando por umas 5 horas. Não me contive, sai do aeroporto e fui conhecer as torres gêmeas. Vi elas pela janelinha do avião e eram gigantescas, não tinha como ficar ali no aeroporto sem fazer nada sem ir lá conhecê-las. Peguei um ônibus, depois um trem e cheguei. Não deu para subir. Não havia tempo suficiente, mas pelo menos tenho as lembranças daquelas torres maravilhosas e imponentes que muito tristemente não estão mais lá.

Voltei após o ataque e pude ver o que eles chamavam de Ground Zero. Estavam reconstruindo o que ganhou nome de Memorial 11 de Setembro e Vanessa relatou por aqui. Mesmo assim, o vazio que ficou naquele ponto de Manhattan é grande.

As torres são insubstituíveis, acabou valendo a pena a minha escapada rápida do aeroporto em 1999. Nunca iria imaginar que jamais teria a oportunidade de vê-las novamente.

Central Park parada obrigatória em NYC
Central Park
Motorista de Charretes no Central Park
Motorista de Charretes no Central Park

O que importa é que Nova Yorque é apaixonante e está sempre mais linda. É uma cidade que acolhe, que envolve as pessoas com sua arquitetura imponente, com seus edifícios históricos, com aquele monte de gente do mundo inteiro transitando de um lugar para outro e aquele ar romântico das charretes do Central Park. Além das pontes lindas, dos muitos arranha-céus antigos e de tantas histórias que por ali já passaram. Na minha última viagem, tive muita sorte, pois o tempo estava ótimo e contei com a ótima companhia das minhas amigas nova-iorquinas: Farah e Ina.

NYC com Ina e Farrah

Farrah na Roof Top Party
Farrah na Roof Top Party

A Farah me levou a uma Roof Top Party (festa no terraço) no último andar de um hotel. São happy hours que se fazem ao entardecer nos terraços dos edifícios. Depois fomos a um restaurante italiano maravilhoso em Chelsea. No dia seguinte, almoçamos no restaurante da fantástica loja de decoração ABC Carpet. Onde aproveitei para me deliciar com um hambúrguer original Made in USA que eu adoro.

Roof Top Party
Roof Top Party
Café da manhã com Ina
Café da manhã com Ina

Com a Ina, começamos o dia tomando café da manhã no Brooklyn Dinner onde eu saboreei uma outro prato imperdível – o salmon bagel com cream chease. Depois, fomos conhecer o novo hotel Mandarim que tem um restaurante com uma vista incrível do Central Park. De lá, passeamos pelo parque, depois pegamos o metrô e fomos para lower Manhattan, a região financeira.

Nesta parte sul de Manhattam, além de poder tomar o ferry para a Estátua da Liberdade e ver o edifício da Bolsa de NY, vale muitíssimo a pena ir ao South Street Sea Port. Um bairro que era uma região portuária e agora foi todo reformado, abrigando cafeterias e bares da moda. Dá para ir a pé do prédio da bolsa.

Quinta Avenida
Quinta Avenida

É bem pertinho e nem parece NYC. Parece que se está em New England ou na Inglaterra mesmo. E voltando ao norte de Manhattan, tem também outros pontos que são imperdíveis: como o Empire State e a Times Square, claro.

O que mais gostei de toda a viagem foi ter ido ao terraço do Rockefeller  Center no momento do pôr do sol. Não percam! Vai ser a melhor parte da viagem pois a vista e as cores do céu junto com as luzes da cidade são inesquecíveis.

Empire State Building e arredores
Empire State Building e arredores
Vista de Manhattan a partir do Rockefeller Center
Vista de Manhattan a partir do Rockefeller Center

Mas atenção: entre o processo de comprar a entrada, fazer a fila e subir os elevadores, você acaba perdendo quase uma hora. Se está escurecendo às seis, compareça a bilheteria lá pelas quatro e meia, cinco horas da tarde. Nunca depois disso, para poder chegar a tempo. Mais garantido ainda se comprar o ingresso antecipado na Internet.

A vista do Rockefeller é melhor do que a vista do Empire State, pois é mais próximo do Central Park e pode-se ver o Empire State de lá que tem uma arquitetura muito mais bonita.

Enfim, não vejo a hora de voltar a NYC e tomara que consiga mais um tempinho da próxima vez!

Vista de Manhattan a partir do Rockefeller Center
Vista de Manhattan a partir do Rockefeller Center

Tome Nota NYC

Táxis em New York
Táxis em New York

Não deixem de levar o endereço do hotel anotado na mão para informar ao taxista. Eu caí na bobagem de chegar a NYC apenas com o nome do hotel e uma vaga ideia de localização. A maioria dos taxistas são imigrantes estrangeiros que mal falam inglês e minha experiência foi péssima. O taxista não conseguia pronunciar o nome do hotel para a central pelo rádio e ficamos dando voltas em Manhattan por um tempão. Fui perguntando a outros taxistas até que achamos. Na hora de pagar, eu cometi a bobagem de pedir para descer no hotel primeiro para tirar o dinheiro (que estava escondido). O nigeriano ficou super nervoso, pois achou que eu estava tentando não pagar e me deu uma bronca daquelas!

Não sabia ele com quem estava mexendo… Em bom inglês disse que Deus estava vendo o que ele estava fazendo, pois eu era um good guye que, dali para frente, tudo de ruim que acontecesse para ele, iria se lembrar deste episódio, que seria God castigando ele. O taxista ficou um anjo e me pediu mil desculpas depois de ter ouvido esta praga. Foi a melhor defesa. Eu sei, a culpa foi minha de não ter o endereço em mãos numa cidade com mais de 10 milhões de habitantes, mas ele poderia ter sido mais gentil!

Sanduíche de Bagel e Salmão Defumado
Sanduíche de Bagel e Salmão Defumado
Sanduíche doce do ABC Carpet
Sanduíche doce do ABC Carpet
Deliciando um hamburguer de verdade
Deliciando um hamburguer de verdade



Refeição: sem dúvida, os melhores sanduíches são o bagel com salmão defumado e cream cheese e o tostado de berries com calda de syrup… Delicious!















Pôr do sol
Pôr do sol

Veja mais fotos de Nova Iorque:

Leia os posts sobre intercâmbio em Nova York e compras.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Você está em INICIAL » ESTADOS UNIDOS » NOVA YORK » NYC com Ina e Farrah
Author Augustin Tomas o'Brien Caceres

Criado em uma família onde se falava espanhol, português, portunhol, italiolo e algo de inglês. Sempre se interessou por outros idiomas e hoje mora nos Estados Unidos e trabalha com comércio internacional na LE Group Industries. Siga no Linkedin

1 Comentário

  1. Olá Agustin,

    Sou amigo da Robertinha do site territórios e como estou indo no final de setembro a NY, perguntei a ela sobre dicas e você foi indicado como “expert” !

    Assim sendo, eu pretendo ir sozinho dia 30/09 com retorno dia 08/10/11. Vou ficar num hotel indicado pela ag. de viagens, pois não procuro apenas um lugar simples em perto de tudo.
    Hotel:

    Você poderia me ajudar pois é minha primeira viagem para os EUA.

    Desde já agradeço,

    Um abraço,

    João

Deixe seu recado, escreva algo

Chile aberto para brasileiros Rotas para voar no RS agosto