jardim botânico do deserto

Jardim botânico do deserto


Era primavera quando cheguei ao Arizona com uma tarde e noite livre em Phoenix e algumas opções para passar o tempo. Perguntei na recepção do hotel qual seria a mais indicada para conseguir ver o pôr do sol em algum lugar legal da cidade e o Desert Botanical Garden foi a resposta, ou seja, o jardim botânico do deserto.

Desert Botanical Garden (fundado em 1939) é um jardim botânico especializado em cactos que concentra todos os tipos de vegetação do Arizona, além de outros desertos, em 56 hectares. São mais de 27 mil plantas de 4 mil espécies para serem observadas, preservadas e estudadas. Também tem exposições de arte temporárias, diversas experiências sazonais, café, restaurante, lojinha e cinco trilhas bem sinalizadas divididas por temas como flores silvestres, Deserto de Sonora, plantas e pessoas do deserto, entre outras.

Atenção! Turistas provenientes do Brasil estão proibidos de entrar nos EUA devido à pandemia Covid-19.

Nota do editor: Este não é o melhor momento de viajar para fora do Brasil, mas pode ser agradável planejar uma viagem futura ou aprender algo lendo nossas experiências. Continue conosco!

Leia todos os artigos sobre os Estados Unidos
+Saiba onde nos hospedamos
+As estradas americanas são ótimas para alugar carro
+Use a WePlann para agendar passeios e transfers agora ou saiba como funciona

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram
As trilhas são curtas, todas com cerca de 500 metros
As trilhas são curtas, todas com cerca de 500 metros

A visita ao jardim botânico do deserto

Cobra não venenosa no meio do jardim
Cobra não venenosa no meio do jardim

Comprei o ingresso na entrada do parque, me deram o mapa e tratei de perguntar o horário e onde era o melhor ponto para ver o sol se pôr. Recomendaram na parte alta do Sonora Desert Nature Loop Trail por volta das 7 horas. Como ainda restava bastante tempo, aproveitei para caminhar com calma, fotografar sem pressa e deixar o pensamento vagar conforme o que via.

Cactos cabeludos, flor de cactos, esquilos, cactos vermelho, cactos gota, pássaros, cactos gigantes… uma cobra!!!

Não é venenosa e tem sorte de encontrá-la, gritou uma funcionária do jardim.Jardim botânico do deserto

Bebedouros com água filtrada e gelada
Bebedouros com água filtrada e gelada

Com o aviso, eu e outros curiosos chegamos bem pertinho e ela veio sem vergonha em nossa direção, pena que ficava sempre na sombra. Também… estava quente demais, o cenário acentuava a sensação de calor e o clima super seco piorava tudo. Ainda bem que haviam bebedouros por toda parte com água gelada e eu perdi a conta de quantas vezes abasteci minha garrafa.

Proporção entre pessoas e cactos gigantes
Proporção entre pessoas e cactos gigantes
Saguaro é o símbolo do deserto americano
Saguaro é o símbolo do deserto americano

Saguaros

Esses cactos gigantes, em formato de candelabro, tem mais de 100 anos porque os braços só começam a surgir depois que a planta completa 75 anos de idade. A planta vive até 200 anos, alcança 15 metros de altura e chega a pesar 10 toneladas.

Caminhei por todos os espaços no meu tempo, parei horas para observar detalhes ou divagar em pensamentos e, por fim, fui esperar o pôr do sol no ponto mais alto. Logo outros chegaram com o mesmo objetivo e trocamos ideias em uma das áreas de descanso espalhadas pelo parque. Entre colinas e silhuetas de saguaros dava para brincar com diferentes enquadramentos, mas precisei ser rápida porque o sol se escondeu em poucos minutos.

Variedade em cactos no jardim botânico do deserto
Variedade em cactos

Enfim, a escolha do local não poderia ter sido melhor. Principalmente porque o restante da viagem foi corrido e pouco paramos para ver a flora de perto. Os cactos gigantes, por exemplo, não teve outra oportunidade de ficar ao lado e ter noção da grandiosidade e textura. Assim como foi único interagir com esquilos e a cobra.

Mirante com lunetas e sinalização
Mirante com lunetas e sinalização
O pôr do sol no jardim botânico do deserto
O pôr do sol

Tome Nota

Desert Botanical Garden fica em 1201 N. Galvin Parkway e abre diariamente das 8h da manhã às 8h da noite. Toda a segunda terça-feira do mês a entrada é grátis. Veja a agenda de eventos no site.

Tem free wifi em alguns pontos indicados no mapa.

Como chegar: tem parada de ônibus na porta. Mas aproveitei o serviço de transporte do hotel que me deixou na porta e buscou na hora combinada.

Hotel em Phoenix: me hospedei no Double Tree by Hilton, em Tempe, cidade vizinha à Phoenix. O hotel oferece transporte gratuito aos hospedes para o aeroporto e vários pontos até um distância determinada. RESERVE AQUI

jardim botânico do deserto jardim botânico do deserto jardim botânico do deserto Cactus em flor no jardim botânico do deserto

Veja o vídeo resumo e índice de posts desta viagem

Esta viagem foi uma press trip à convite do Escritório de turismo do Arizona.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

INICIAL » ESTADOS UNIDOS » PHOENIX » Jardim botânico do deserto
Roberta Martins

Roberta Martins

Comunicadora, criadora de conteúdo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 14 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora.

2 comentários

  1. Gostei do tema de sua divulgação, gostaria de ver se é pertinente para meu site.

    Sds.

    1. Obrigada Hermes

Deixe uma resposta