Zagreb: a capital feita na escala humana


Croácia? Oi, desculpa? Se gosta de futebol, provavelmente irá se lembrar daquela seleção de camiseta estranha, com xadrez vermelho e branco, que chegou longe na Copa de 1998. Se curte celebridades, deve lembrar de uma ilha que a Beyoncé visitou por lá no último verão europeu. Porém, a Croácia, mesmo sendo um país praticamente desconhecido para nós brasileiros, pode se revelar um destino incrível de se viver e conhecer. Desde palácios romanos na costa até um dos mais modernos estádio-arena em Zagreb, este pequeno país criado em 1991, após a dissolução da Iugoslávia, pode ser um marco em sua vida.

Croácia permite a entrada de brasileiros, mas exige teste negativo RT-PCR feito até 48h antes da chegada, hospedagem confirmada e formulários.

Vai alugar um carro? Pegue as dicas para fazer reserva no exterior

Quer agendar passeios e transfer agora? Use a Get Your Guide ou saiba como funciona

Trg Ban Josip Jelacic
Trg Ban Josip Jelacic

Por Gabriel Sehn Silva ℹ︎

As opiniões expressas pelos viajantes colaboradores são próprias e nem sempre refletem o pensamento do Territórios. Conheça o autor ou deixe um comentário.

Acesso rápido: Introdução | O que fazer | Tours | Transporte | Comer e beber | Quanto custa | Onde dormir | Como chegar | Por onde começar

Zagreb é uma cidade que sempre foi ponto de conexão, principalmente por se localizar entre as principais rotas do norte e de ligação terrestre entre Itália e Grécia. Protegida dos ventos do norte pela montanha Medvednica, sua parte antiga se situa ao pé deste monte, e se abre a modernidade nas planícies do Rio Sava.

Diferente de outras grandes capitais europeias, Zagreb possui aproximadamente 850 mil habitantes (1/5 da população croata). Inicialmente sendo habitada por pessoas de todas as partes da Europa, Zagreb agora passa a receber pessoas de toda a parte da Croácia, enriquecendo ainda mais seu espírito hospitaleiro. Uma cidade que sempre tem suas portas abertas, fácil de se locomover, onde se pode sentar em ótimas cafeterias e apreciar a vida por horas.

Diz-se que Zagreb é a cidade da escala humana principalmente porque seus edifícios não são altos. Arranha-céus e prédios em altura aqui, são poucos. A escala permite que você não se sinta oprimido e te impulsiona a sair caminhando pelas ruelas e passagens que existem aqui.

receba dicas da Europa por e-mail
Lago Bundek
Lago Bundek

^ Voltar início ^

O que fazer em Zagreb

Como qualquer cidade, Zagreb também cresceu. Estendeu-se sobre as planícies do Rio Sava e abarcou três lagos que hoje são refúgios urbanos na capital. Começando pelo Lago Jarun (íarún), um lago não muito profundo onde se pode nadar, ver alguns peixes, tartarugas e patos. Na volta, há várias cafeterias e restaurantes, além de duas casas noturnas que dizem estar entre as Top 10 do mundo! Há também o Lago Bundek (búndec), maior e com vários espaços para fazer churrasco, sendo que o deles, chamado cevapi (tchevápi), são pequenos enrolados de carne de porco bem temperados, servidos junto à cebola e pão árabe.

Arena Zagreb
Arena Zagreb

Nesta região também encontra-se a Estação de Ônibus Autobusni Kolodvor (autobúsni côlodvór), e principalmente, a Arena Zagreb: um dos mais modernos estádios-arena da Europa, com espaço multiuso para receber eventos esportivos e também grandes concertos de música. Ao lado, fica a Arena Centar, um grande shopping center com diversas lojas e grande espaço de permanência.


Igreja São Marcos

+ Gabriel também escreveu um roteiro pela arquitetura na capital

^ Voltar início ^

Tours e experiências atuais

Clique aqui se as imagens não aparecem no seu celular. Será direcionado para site parceiro do Territórios.

Transporte em Zagreb

Em Zagreb, locomover-se não é um grave problema. O sistema de transporte público é muito moderno. Os mais usados são os tramvajas (tramváias) ou simplesmente trams. São bondes elétricos modernos (mesmo que de vez em quando você pegue algum mais antigo) que conectam toda a cidade. Pode ser que você tenha que pegar dois, dependendo de onde vai, mas não será necessário esperar mais do que 10 minutos.

Quando você entrar, procure uma maquininha e insira seu bilhete. Pronto, viaje tranquilo. Na verdade, ninguém irá lhe cobrar a passagem, porém, quando menos esperar, um inspetor da companhia de transporte pode te abordar e pedir o seu bilhete. Se você não tem, a multa é de 20 vezes mais cara e eles repassam seu nome para polícia.

Existe um sistema de áudio que indica a próxima parada. E visores no tram também mostram o nome da próxima estação. Precisa esforço pra se perder.

Zagreb
Ruas de Zagreb

A cidade onde aqui se come e ali se bebe

Read in English

Uma curiosidade de Zagreb é que são raros os locais onde se pode comer salgados e doces e beber ao mesmo tempo, como nas padarias brasileiras. Aqui sempre se encontra pequenas padarias – Pekarnica (pecárnitza) – onde você pode comprar salgados, sanduíches ou algum doce, e ao lado certamente haverá alguma cafeteria para sentar e pedir seu café.

Onde se bebe
Onde se bebe

Algumas redes de padaria maiores oferecem café também: eu indico sempre irem a Mlinar (mlínar), porque tem preço bom, algumas lojas são 24h, as atendentes falam inglês muito bem e o café-com-leite é bem saboroso. Mas não deixe passar a chance de comprar um salgado, sentar numa boa cafeteria e desfrutar dos prazeres da cidade. E aproveite também para provar as cervejas com frutas, tem gosto mais doce e pouco álcool e as Rakijas (ráquias), que são licores feitos de frutas muito populares aqui.

Mesas na rua em Zagreb
Mesas na rua

Uma confeitaria que eu recomendo é a Rauz (ráuj). Fica a duas quadras para oeste da Praça Central. É um local muito bonito, e tem bolos, doces e salgados para comer. E o café também é delicioso lá!

Porém, os brasileiros podem não gostar muito da comida. Aqui ela é bem mais seca e tem menos tempero. Feijão, só no interior. O bom é que quem gosta de peixe, tem em abundância! Uma tradição religiosa que tornou-se popular é que todas as sextas-feiras é dia de peixe. Claro que ainda há outras carnes para servir, mas peixe é o prato principal.

ali se bebe
Não há caixas, o pagamento é feito ao garçom

Quanto custa viver em Zagreb

A cidade parece ser cara, mas não era em 2011, quando passei 5 meses. Na Croácia a moeda corrente não é o Euro como muitos pensam, e sim a Kuna. As notas mais usadas aqui são as de 10, 20, 50, 100 e 200. Também há as cédulas de 500 e 1000, mas são mais usadas por bancos. As moedas vem em 1, 2 e 5. As Kunas se dividem em Lipas, e assim como os centavos, 100 Lipas = 1 Kn. As Lipas vem em moedas de 5, 10, 20 e 50.

Quando você ver os preços nos cardápios, eles podem assustar no começo: uma cerveja custa em média KN 14,00. Porém, se você fizer a conversão para o real, sai bem menos, até mais barato que em muitos bares do Brasil. Isso se deve a economia do país e ao valor da moeda. Pode parecer estranho no começo, mas você se acostuma.

Nos bares, não procure pelo caixa. Porque simplesmente não há! Aqui ou você deixa o dinheiro diretamente na mesa, junto ao cinzeiro, ou então paga direto ao garçom. Para qualquer coisa que você pedir, eles vão te dar uma nota com o valor e na parte de baixo indicando quanto de impostos há no preço.

Importante: se o garçom não lhe der a nota, você não é obrigado a pagar! Isso é regra aqui na Croácia!

^ Voltar início ^

Pousadas em Zagreb

Hospedagem em Zagreb:
Hostel Old Town Zagreb – Dordiceva 24 (Ulica Ignjata Dordica)
Fulir Hostel – Radiceva 3A, Zagreb, Croatia
Nocturno Hostel – Skalinska 2a (tem um ótimo e barato restaurante embaixo. Recomendo a massa carbonara e as lasanhas)
Ravnice Youth Hostel – I Ravnice 38d (não tem a melhor localização, mas tem uma ótima estrutura).

Tome Nota

Como Chegar:
Avião
Easyjet – Voos de Londres, Paris e Dortmund.
Croatia Airlines – Conecta Zagreb as principais capitais europeias, porém, o preço é maior.

Trem
Itinerários vindos de Viena, Budapeste, Praga, Munique, Veneza e Ljubljana.

Gabriel Sehn Silva. Técnico em Edificações, acadêmico de Arquitetura e Urbanismo pela UFPEL-RS. Estagiando na Croácia por 5 meses, viajando sempre que pode e mergulhando de vez em outra cultura.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Por onde começar a planejar a viagem

  1. Se já sabe, se inscreva dizendo para onde será a próxima viagem e receba dicas exclusivas por e-mail.
  2. Quando a data estiver definida, pesquise as passagens áreas ou aluguel de carro. Mas antes de finalizar a compra, faça o seguro viagem quase simultaneamente para ter eventuais cancelamentos cobertos, além de assistência médica e perda de bagagem.
    2.1 Avalie levar chip de celular e vá comprando a moeda aos poucos.
  3. Então monte o roteiro e vá fazendo as reservas de hospedagem e passeios conforme o tempo disponível.

A seguir deixo mais links sobre essa mesma região ou experiência.

^ Voltar início ^

Você está em INICIAL » CROÁCIA » ZAGREB » Zagreb: a capital feita na escala humana
Leitores

Relatos e fotos dos leitores que amam viajar e enviam suas histórias incríveis pelo mundo.

8 Comentários

    • Oi, Rosângela, o autor não mora mais em Zagreb, para ter informações atualizadas de tax free consulte o site do governo local.

  1. Gostaria de saber como é o clima em setembro na Croácia. Irei dia 1º de setembro ,ficarei 6 dias viajando pela Croácia, depois irei a Eslovênia ,Bósnia e Paris

  2. Monique Ribeiro Responder

    Olá Gabriel tudo bem? Adorei o post! Vou conhecer a Croácia em agosto e gostaria de um contato seu para tirar algumas dúvidas, é possível?

    Obrigada!

  3. Gabriel Sehn Silva Responder

    Realmente José, há um grande exagero neste número! A populaçao correta é de 850 mil habitantes.

  4. Leandro Martins Responder

    Ola Gabriel, parabens pelo texto. As dicas sao super uteis.
    A Croacia e um pais que quero visitar, ja coloquei na bucket list

Deixe seu recado, escreva algo