O atrativo mais famoso e visitado da Chapada dos Veadeiros é o Vale da Lua, localizado 11 km da Vila de São Jorge. Pedras esculpidas durante 600 milhões de anos pelo rio São Miguel resultando em um cenário diferente que lembra a paisagem lunar.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

AGILIZE SUA VIAGEM
Alugue carro na Rent Cars

Custa quase nada fazer o seguro viagem nacional



+ Talvez queira o Valle de la Luna chileno

Vale da Lua

As opiniões expressas pelos viajantes colaboradores são próprias e nem sempre refletem o pensamento do Territórios. Conheça o autor ou deixe um comentário.

Casal de Araras Canindé
Casal de Araras Canindé

Chegando ao Vale é preciso fazer um percurso a pé, cerca de 800 metros, em uma trilha de terreno plano. Durante a caminhada, fomos presenteados com a visão de um casal de araras azuis sobrevoando nosso grupo enquanto admirávamos a paisagem.

Antes de ir para a Chapada, tinha lido na internet um texto que colocava o Vale da Lua como um dos 10 lugares mais diferentes do planeta. A forma das pedras e crateras são realmente distintos, lembram as fotos da superfície lunar. Contudo, eu tinha expectativa de algo maior e foi difícil tirar fotos de longe focando só no Vale sem mostrar a paisagem do cerrado na composição da imagem.

Vale da Lua na paisagem do Morro da Baleia
Vale da Lua na paisagem do Morro da Baleia
As crateras
As crateras

Embora tenha muitos buracos, a caminhada é bem fácil, tanto que tinha gente de chinelo. Alguns dizem que é perigoso, pois pessoas já caíram nas crateras e não conseguiram subir de volta. Fui em época de pouca água, mas vi diversos troncos grandes que foram levados pela força do rio. Prova de como a correnteza ali é muito forte e pode arrastar facilmente uma pessoa.

O banho no Vale da Lua

No final da caminhada veio a melhor parte: o banho. Todos gritaram quando colocaram o pé na água dizendo que estava gelada. A água é fria, mas logo depois do primeiro mergulho tudo fica maravilhoso. As pessoas já estão boiando e curtindo o lugar.

Formato da lua na pedra
Formato da lua na pedra

Nadando pela piscina, chega-se a uma pequena “caverna” onde pode ver uma lua no teto. Por ali entram raios solares que iluminam o interior. O banho dentro das crateras é ainda melhor, quase um centro de massagem natural, para se encostar na parede e receber o peso da correnteza forte da água.

Veja mais fotos do atrativo:

Leandro no Vale da Lua
Leandro no Vale da Lua
Vale da Lua
Vale da Lua
Vale da Lua

Fotos de Leandro Gabrieli e Roberta Martins.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Você está em INICIAL » BRASIL » GOIÁS » ALTO PARAÍSO DE GOIÁS » Um dos lugares mais diferentes do mundo
quero dicas do Brasil
Author Leandro Vettorazzi Gabrieli

Co-fundador do Territórios versão 2010-2013, fotógrafo amador, empresário e entusiasta de tecnologia. Combina o hobby de viajar com a paixão de fotografar, principalmente animais. Parceiro para tudo, não precisa perguntar duas vezes para fazer uma aventura ou indiada. Se você encontrar com ele em uma viagem certamente estará com sua mochila nas costas e sua Nikon na mão. | Siga no Flickr

4 Comentários

  1. Mais uma vez seu dom de escrever conseguiu traduzir o que é quase INDESCRETÍVEL – VALE DA LUA( Chapada dos Veadeiros) é o mesmo como tentar descrever as cores para um cego de nascença… Mas Leandro você mais uma vez nos surpreendeu com esta belíssima matéria por meio de sua sensibilidade de fotógrafo e amigo da natureza! Obrigada mais uma vez por compartilhar conosco essas belas lembranças que ficarão marcadas para sempre em nosso coração. Fomos privilégiados por tê-lo em nosso Grupo de Turistas! Débora Costa

Deixe seu recado, escreva algo