Lewa, no centro do Quênia, é um lugar especial e propício à fortes emoções. Se eu enchia os olhos de lágrimas vendo um filhote de rinoceronte, uma família de elefantes brincando ou só de ver o sol se pôr nas montanhas, imagina a britânica Kate que foi pedida em casamento pelo príncipe William neste visual da vida selvagem!

Elefantes adolescentes brincando em Lewa
Elefantes adolescentes brincando

Foi onde fiz o meu primeiro safari e me deparei com as paisagens mais interessantes do país, pelo menos entre os lugares por onde passei. Em Laikipia, a região do parque, a savana se mistura com as montanhas, tons de verde disputam espaço entre as tonalidades de amarelo e algumas espécies de animais, como a zebra e a girafa, são ainda mais bonitas. Aliás, zebra é o que mais se vê em Lewa, depois são guepardos, antílopes e elefantes, daqueles grandões que o nosso guia mostrou de longe porque podem ser agressivos.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

Leia todos os artigos sobre o Quênia

AGILIZE SUA VIAGEM
Precisa de seguro viagem? Pegue o cupom de desconto

Deseja ficar conectado? Leve o chip internacional com Internet desde o Brasil

Quer agendar passeios e transfer agora? Use a Get Your Guide ou saiba como funciona

Acesso rápido: Conservação | O que fazer | Onde dormir | Quando ir | Como chegar | Mount Kenya | Por onde começar

Lewa e a preservação da vida selvagem

Rinoceronte negro ameaçado de extinção é vida selvagem
Rinoceronte negro ameaçado de extinção

Lewa Wildlife Conservancy é menos famoso e parece ter menos variedade de animais que Amboseli ou Masai Mara, mas vem sendo reconhecido como um santuário de proteção e observação de animais em risco de extinção. O trabalho feito por lá vem de longa data (antes de virar centro de conservação) e tem mostrado bons resultados, principalmente, em relação ao rinoceronte negro e a zebra grevy. O parque possui a maior concentração no mundo desses animais e não encontrei rinoceronte em outro lugar no Quênia.

Girafa e zebra grevy são vida selvagem
Girafa e zebra grevy

+ Leia o artigo Os selvagens animais africanos e a foto da semana O contador de rinocerontes

Safari a cavalo
Safari a cavalo

O que fazer em meio a toda essa vida selvagem em Lewa

Já deu para notar que safari é a principal atração em Lewa, mas não única e pode ser feito de diversas formas: a pé, montado em um cavalo, durante um brunch na savana ou do jeito tradicional, dentro de um jeep.

Por fim, prefiro considerar como a experiência mais rica em Lewa todo o contato com a vida selvagem, desde o acampamento até se sentir uma poeira no meio daquela natureza tão diferente e grandiosa. E assistir ao sol nascer e se pôr são momentos obrigatórios todos os dias.

Vista ao entardecer
Vista ao entardecer

Lewa Safari Camp

Lewa foi o primeiro safari camp africano onde me hospedei. Já havia experimentado e aprovado imitações brasileiras no Jalapão e Cambará, mas nada se compara ao original com a presença dos animais selvagens do lado de fora da barraca.

PESQUISE ENTRE 50 OPÇÕES NA REGIÃO

O Safari Camp fica dentro do Lewa Wildlife Conservancy, conhecido pelo excelente trabalho de proteção aos rinocerontes. Viemos de van desde Nairóbi e trocamos de veículo ao entrar no parque. O novo meio de transporte era o jeep do hotel que nos levou para safaris e passeios durante toda a estada.

Girafas e zebras no Lewa Wildlife Conservancy
Girafas e zebras no Lewa Wildlife Conservancy

Minha experiência

Na entrada do acampamento, uma inglesa, trajando vestimenta típica de safari, nos esperava para dar as boas vindas e explicar como tudo funcionava. Tem hora para as refeições, hora para as luzes se apagarem e muitas orientações para fazer os passeios com segurança.

A casa principal tem um luxo rústico e vários ambientes agradáveis ao ar livre. A piscina tem fundo com textura de girafa e não faltam sombras de árvores de copas largas e espreguiçadeiras com vista. Ao lado da recepção tem uma loja vendendo artesanato local e produtos defendendo os rinocerontes com renda revertida para a proteção dos animais.

Espreguiçadeiras para relaxar e curtir o visual
Espreguiçadeiras para relaxar e curtir o visual

Cercas elétricas rodeiam a propriedade e um pequeno muro protegia a minha barraca, mesmo assim, Kirk’s dik dik (pequeno antílope) apareciam com frequência e fugiam rápido quando eu tentava me aproximar. Se eles entram, outros também devem conseguir. Por isso a regra é nunca andar sozinho a noite, motivo de cada barraca ter um rádio para se comunicar com os guardas. Disseram ser tranquilo de dia e eu saía pra tirar fotos nos caminhos entre as barracas e a casa principal, mas segura nunca me senti. Qualquer barulhinho eu já ficava paralisada e apressava o passo, isso porque nunca era nada além de pássaros ou veadinhos, correr é tudo o que não se deve fazer nesses lugares.

Final da trilha para a casa principal do Lewa Safari Camp
Final da trilha para a casa principal

A barraca suíte

Lewa Safari Camp
Lewa Safari Camp

A minha barraca era a última e precisava percorrer uma trilha de dez minutos. Todas as acomodações tem varanda, quarto com cama confortável e banheiro interno com água quente no chuveiro. O telhado de palha, interruptor de tomada antes de alcançar a porta e o muro de alvenaria transmitem uma sensação de segurança e a ideia de acampamento se restringe à usar lanterna na trilha e a barraca em si. De noite a temperatura cai um pouco e a barraca não é térmica, mas um funcionário do hotel fechava as cortinas e colocava bolsa de água quente em baixo do cobertor enquanto eu jantava.

O banheiro dentro da barraca
O banheiro dentro da barraca

Alimentação All Inclusive

As refeições são ótimas, mas um tanto apimentadas. No café da manhã e almoço o cozinheiro prepara omeletes ou massas feitos na hora. Conforme o horário do passeio, dois cafés da manhã são servidos. De madrugada ou antes das oito da manhã, um funcionário te acorda na hora combinada com um – Good morning! Breakfast! E leva uma garrafa térmica com chá ou café e bolachas. O café da manhã completo é servido em estrutura montada em plena savana ou na casa principal no meio da manhã.

Passeios organizados

O hotel organiza os passeios e coquetéis para brindar o pôr do sol. Inclusive, disponibiliza um livreto com os animais que podem ser encontrados durante os safaris. Ao lado de cada nome tem um quadradinho para marcar e risquei vinte e um mamíferos e cinco aves visto em dois dias de safari. Só faltou ver o leopardo para completar os big five já no primeiro dia. Também oferece serviços de spa como massagens e manicure e tem até yoga safari. Esses últimos eu só ouvi falar, não deu tempo de aproveitar.

E a curiosidade mencionando no início sobre os príncipe aconteceu exatamente neste safari camp sendo um incentivo para casais. Eles organizam estadas de lua de mel e viagens românticas com privacidade real. Por isso costumam receber celebridades e ninguém fica sabendo.

Happy Hour para brindar o pôr do sol na savana do Lewa
Happy Hour para brindar o pôr do sol na savana

Tome Nota 1

Compare preços e faça a sua reserva no Lewa Safari Camp. Os passeios são pagos a parte e podem ser agendados na recepção. A diária é com pensão completa porque não existem restaurantes ou cidades próximos.

CONSULTE VALORES AQUI

Como chegar a Lewa Wildlife Conservancy: fui em carro e parti em avião rumo a Maasai Mara. O parque fica 260 km de Nairóbi pela rodovia A2. Vale a pena ir de carro para dar uma parada no Mount Kenya.

Quando ir: entre julho e fevereiro para evitar as precipitações.

Tome Nota 2

Doces deliciosos Tusks Bar
Doces deliciosos Tusks Bar

Ali perto fica o Mount Kenya (5.199), o segundo ponto mais alto do continente africano, visível desde Lewa quando o céu está limpo. Antes de chegar ao parque, viemos de carro de Nairóbi, paramos para almoçar e ter uma melhor visão da montanha. As nuvens esconderam o topo do monte, mas não atrapalharam o delicioso almoço indiano com vista no Tusks Bar do Fairmont Mount Kenya Safari Club, hotel ponto de partida para os aventureiros que vão subir a montanha ou fazer safari nos arredores. O destaque também é pela Linha do Equador que passa por ali. 

Mount Kenya visto do avião
Mount Kenya visto do avião
Ponto onde passa a linha do Equador
Ponto onde passa a linha do Equador

Esta viagem foi patrocinada pelo Kenya Tourism Board.

Fotos de Roberta Martins e Alvaro Prange.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Para quem chegou até aqui, agradecemos por valorizar o nosso conteúdo. Diferente das grandes corporações de mídia, Territórios é independente e se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e ouvintes. Você pode apoiar o nosso trabalho de diversas formas como:

1. Aproveitar os benefícios do financiamento coletivo

2. Levar nossos guias de viagem no celular

3. Contratar produtos e serviços recomendados através dos links nos artigos. Exemplos e como fazer: alugar veículos, reservar hospedagem e excursões, comprar seguro, chip internacional e moeda estrangeira, entre outros. A venda nos gera uma comissão sem aumentar o valor final, inclusive, repassamos os descontos para você.

A informação foi útil? Talvez queira apoiar e fazer parte da comunidade Territórios!

Compartilhe ideias e converse com outros leitores no grupo no Facebook ou acompanhe no Spotify e grupo de avisos do Whats App.

Por onde começar a planejar a viagem

  1. Se já sabe, se inscreva dizendo para onde será a próxima viagem e receba dicas exclusivas por e-mail.
  2. Quando a data estiver definida, pesquise as passagens áreas ou aluguel de carro. Mas antes de finalizar a compra, faça o seguro viagem quase simultaneamente para ter eventuais cancelamentos cobertos, além de assistência médica e perda de bagagem.
    2.1 Avalie levar chip de celular e vá comprando a moeda aos poucos.
  3. Então monte o roteiro e vá fazendo as reservas de hospedagem e passeios conforme o tempo disponível.

A seguir deixo mais links sobre essa mesma região ou experiência.

^ Voltar início ^

Você está em INICIAL » QUÊNIA » LEWA » Lewa, o verdadeiro Safari Camp
Author Roberta Martins

Comunicadora, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 15 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e aventura. Saiba mais na página da autora. Encontre no Instagram

Deixe seu recado, escreva algo

Chile aberto para brasileiros Rotas para voar no RS agosto